Obras pós-Covid: Paris pretende construir 650 km de ciclovias

30/10/2020

Imagem - Uso de bicicletas evita aglomerações e contágio do Coronavírus.

Uso de bicicletas evita aglomerações e contágio do Coronavírus.

A crise de saúde que o mundo vive atualmente tem mostrado para vários países o quanto é preciso repensar as estruturas em algumas áreas, principalmente no que tange os congestionamentos de veículos pelas cidades. Para evitar aglomerações e se proteger contra o Coronavírus, até mesmo a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou o uso de ciclovias no pico da pandemia, em meados de abril.

Hoje em dia, os franceses podem mostrar a todos que estão planejando valorizar as ciclovias no país. Antes mesmo da pandemia, a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, quando eleita, já tinha afirmado que construiria mais ciclovias pelas vias da capital francesa até 2024, com o objetivo de aliviar o trânsito da cidade. Para colocar em prática seu plano, a política viu a necessidade de eliminar 72% das vagas de estacionamento pelas ruas.

"A atual crise de saúde nos obrigou a repensar nosso sistema de mobilidade", disse a presidente da região da Île-de-France, Valérie Pécresse.

Outros 116 munícipios franceses devem implementar o plano cicloviário da capital. Esse grande movimento fez até com que o governo do presidente Emmanuel Macron antecipasse as novas diretrizes nacionais para o funcionamento das ciclovias. Para se ter uma ideia, um guia de boas práticas está sendo elaborado e deve ser publicada em 4 de maio do próximo ano.

Fonte: Green Me

Texto produzido em 11/09/2020

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados