#TrashtagChallenge: desafio do lixo premia melhor “antes e depois”

13/11/2019

Imagem - Somente no Instagram, quase 30 mil pessoas já compartilharam, participaram ou mencionaram a atividade. Foto: Freelancer

Somente no Instagram, quase 30 mil pessoas já compartilharam, participaram ou mencionaram a atividade. Foto: Freelancer

Depois do #10yearschallenge (Desafio dos Dez Anos) um novo movimento está tomando conta das redes sociais: o #Trashtag Challenge ou Desafio do Lixo, em português. A brincadeira sustentável propõe que internautas escolham um ambiente para realizar a limpeza e depois compartilhem o resultado. E o melhor: além de ajudar o planeta, a prática está premiando o “antes e depois” que mais se destacar.

Quem está premiando os participantes é o Freelancer.com, a maior instituição online para freelancers. O projeto Freelancer Clean Up the World Challenge está engajando profissionais a fazerem parte da ação. O melhor resultado será premiado em 12,5 mil dólares (cerca de 48 mil reais). Além disso, todos que participarem receberão o selo de “Bom Samaritano” em seu portfólio no site, o que pode fazer toda a diferença na hora de uma contratação.

“O selo ficará no perfil do voluntário dentro da nossa plataforma, como uma forma de reconhecer a iniciativa do profissional, afinal, sabemos que muitas empresas valorizam freelancers envolvidos em ações de impacto social como esta”, explicou Sebastián Siseles, diretor internacional do Freelancer.com ao portal Ciclo Vivo.

Para participar, o competidor deve acessar a página da empresa e postar três fotos com imagens feitas antes, durante e depois do processo de restauração do local. Na sequência é necessário publicar post em uma rede social com as hashtags #trashtag e #freelancercleanup até o dia 10 de maio.

Fora a competição, a dinâmica também está mobilizando milhares de pessoas pelas redes sociais. De acordo com a BBC Brasil, a brincadeira foi criada em 2015, pelo fabricante de produtos de camping UCO Gear, como parte de uma campanha de proteção de áreas silvestres. Mas foi recentemente que começou a tomar proporções maiores. Somente no Instagram, quase 30 mil pessoas já compartilharam, participaram ou mencionaram a atividade.

Fontes: Ciclo Vivo, BBC Brasil

Texto produzido em 18/06/2019

 

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados