Recicla Sampa - Brasileiros criam telha que transforma luz solar em energia elétrica
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Brasileiros criam telha que transforma luz solar em energia elétrica

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Leonardo Retto, CEO da Telite. Foto: Divulgação / Telite

Pensando em promover uma energia sustentável mais acessível, a empresa brasileira Telite criou uma telha produzida a partir do grafeno, com um custo de produção que chega a ser até 40% mais barata se comparada com os painéis solares convencionais.

Segundo a Telite, apenas quatro telhas são capazes de produzir cerca de 30 quilowatts de eletricidade mensalmente, o que seria suficiente para uma casa com sala, cozinha, dois quartos e um banheiro durante um mês. A vida útil do equipamento é de até 80 anos. 

Para fabricar as telhas, a empresa deve utilizar cerca de 150 toneladas de plástico reciclado por mês. O material usado é o polietileno de alta densidade, que é impermeável, atóxico, resistente a altas temperaturas e não agride o meio ambiente.

As placas, que pesam 7kg e têm pouco mais de dois metros de comprimento, têm camadas que podem ser aplicadas em qualquer tipo e tamanho de telha, facilitando a instalação e a cobertura de áreas muito maiores.

Outra vantagem das telhas de grafeno é que elas também são capazes de absorver energia solar em dias nublados e chuvosos, sem comprometer sua capacidade fotovoltaica. Os primeiros testes com a nova telha foram realizados em duas casas, uma na região sudeste e outra na região sul do país.

A tecnologia está em fase de certificação no Inmetro e sendo testada em diferentes regiões, com climas distintos, para comprovar sua eficácia e segurança. 

Foto1
Flocos de grafite aumentados no microscópio. Foto: High Simple / Shutterstock.com

Grafeno

O grafeno é extraído do grafite, de apenas um átomo de espessura e 200 vezes mais resistente que o aço, bastante utilizado na produção de componentes eletrônicos, baterias, telas e displays LCD, além de muitos outros usos.

O Brasil é o terceiro maior produtor de grafeno do mundo, atrás de China e Índia, e o maior detentor de reservas de grafite, sendo a maioria delas localizadas em Minas Gerais.

O componente é produzido em quatro universidades brasileiras: Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), no Paraná, Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, Universidade de Brasília (UnB), e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Texto produzido em 31/1/2022


Últimas

Dicas de Reciclagem

Brasil produz 2,4 milhões de toneladas de eletrolixo por ano

Entenda o que é saiba onde descartar lixo eletrônico na cidade de São Paulo

18/06/2024
Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024