Recicla Sampa - Cervejaria japonesa é construída com material reciclável
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Cervejaria japonesa é construída com material reciclável

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Foto de divulgação. Kamikatz Public House / kamikatz.jp/en/toppage.html

O Japão é referência mundial quando o assunto é tratamento de lixo e preocupação com o meio ambiente. Mas em Kamikatsu, uma pequena cidade localizada no sudoeste do país, a população foi mais além e mostrou que unir reciclagem e criatividade pode ser uma boa alternativa de lazer.

Na cidade é possível encontrar um estabelecimento feito totalmente de materiais recicláveis. O point Kamikatz Public House conta com vários ambientes, entre eles um pub, uma cervejaria e um espaço de convivência. A arquitetura do bar foi pensada de forma sustentável, com um pé direito de oito metros de altura e janelas largas e reutilizadas de casas abandonadas para facilitar a ventilação natural.  Para o inverno, eles possuem um aquecedor que é abastecido por galhos que caíram das árvores do entorno do local.

Os pisos são feitos de ladrilhos provenientes de uma fábrica de telhas e os lustres de garrafas de vidro reaproveitadas. Nas paredes, a decoração fica por conta dos jornais velhos utilizados como papéis de parede. Do lado externo, todo o revestimento é feito com madeira de demolição e a tintura foi feita a partir de tanino de caqui.  O projeto ganhou o WAN Sustainable Building Award 2016, que premia os edifícios que aliam design e preocupação ambiental. 

Desde 2003, Kamikatsu é considerada uma cidade desperdício zero. A partir do programa Resíduo Zero, implementado em 2003, os moradores passaram a ficar responsáveis por separar, limpar e levar o lixo para um centro de reciclagem da cidade, onde os resíduos são divididos em 34 categorias. Há também monitores que orientam e conferem se os materiais foram separados corretamente. A população também conta com um local chamado Kuru Kuru para deixar itens usados para doação. Essa iniciativa permitiu que 80% do lixo produzido no vilarejo fosse reciclado, reutilizado ou submetido ao processo de compostagem. Até 2020 eles pretendem atingir a meta de 100%, para que a cidade possa se tornar resíduo zero.

Fonte: Catraca LivreIPC Digital

Texto produzido em 12/12/2018


Últimas

Notícias

Brasil pode alcançar 95% de energia renovável até 2026

Pesquisa coloca país na vanguarda mundial da transição energética

04/03/2024
Notícias

Dia Mundial dos Catadores de Lixo Reciclável celebra luta da categoria

Data promove reflexão sobre responsabilidade coletiva em dar dignidade aos trabalhadores

01/03/2024
Notícias

Cidades do futuro e os caminhos para um mundo sustentável

Demandas apontam para harmonia entre desenvolvimento urbano e preservação ambiental

29/02/2024
Notícias

Projeto de lei quer celulares com baterias removíveis e substituíveis

Regra evitaria que milhões de aparelhos sejam inutilizados e descartados precocemente

28/02/2024