Recicla Sampa - Crédito de Reciclagem impulsiona economia circular no Brasil
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Crédito de Reciclagem impulsiona economia circular no Brasil

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Pesquisa indica que Recicla+ quase triplicou o número de embalagens e produtos recuperados. Foto: @role_sp

Divulgada pela Associação Brasileira de Resíduos e Meio Ambiente (Abrema) na última segunda-feira (11), a nova edição do Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil indica que o projeto Recicla+ quase triplicou o número de embalagens recuperadas no país.

Os dados foram divulgados pela Central de Custódia da Logística Reversa de Embalagens, que inclui 27 entidades gestoras e já está presente em 1.139 municípios das 27 unidades da federação.

Em números, foram recuperadas 303 mil toneladas de materiais recicláveis em 2021 e 805 mil toneladas em 2022, ano base do estudo. No acumulado, a Central já recuperou 1,7 milhões de toneladas de resíduos.   

“A gravimetria do material recuperado em 2022 indica que as embalagens mais presentes são as de papel e papelão, totalizando 39,3% do total recuperado, seguidas por plástico, com 25,5% do total, metais e vidro, com 17,0% cada, e 1,2% do total de embalagens constituído por outros materiais passíveis de reciclagem”, informa a Abrema.

Como funciona o crédito de reciclagem (Recicla+)

Basicamente, o crédito de reciclagem (Recicla+) é um sistema pelo qual os agentes do setor (cooperativas e catadores) comprovam a destinação correta dos resíduos por meio de uma nota fiscal de venda do material coletado.

Já as empresas que precisam respeitar determinações ambientais impostas pela PNRS compram essas notas e com elas vêm o direito associado à destinação adequada.

Assim, a empresa cumpre sua obrigação legal com a logística reversa dos produtos que coloca no mercado.

Segundo um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mais de 242 mil empresas possuem essa obrigação legal no Brasil.

Estima-se que atualmente o custo das empresas com obrigações ambientais fica entre 9% e 15% do faturamento. Com o crédito de reciclagem, o custo pode cair mais de 80%.

“A aquisição do direito é opcional, mas representa uma solução para empresas que não dispõem de sistemas próprios de logística reversa”, explica Erik Figueiredo, presidente do Ipea.

Já o secretário de Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, André Luiz Felisberto França, destaca que a medida inédita tem potencial para injetar recursos na cadeia da reciclagem de forma sem precedentes no país.

“É uma solução inteligente que aproxima quem recicla de quem precisa reciclar, aumentando a percepção de valor dos recicláveis e mostrando que lixo nada mais é do que matéria-prima fora do lugar, que, quando descartado de forma adequada, pode ser um promotor de geração de emprego e renda com sustentabilidade”, avalia França.


Últimas

Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024
Notícias

O que é Ecodesign e qual sua importância para a sustentabilidade

Tendência busca minimizar impactos ambientais durante o ciclo de vida dos produtos

12/06/2024