Recicla Sampa - Entenda por que devemos recusar copos descartáveis
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Entenda por que devemos recusar copos descartáveis

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Copinhos podem levar centenas de anos para se decompor nos ecossistemas. Foto: Ink Drop / shutterstock.com

Copos plásticos descartáveis têm sido há muito tempo um símbolo de conveniência, mas sua jornada no planeta não termina quando são jogados nas lixeiras.

Devido à sua durabilidade e composição, esses copos podem levar centenas de anos para se decompor na natureza.

O resultado disso é a acumulação de resíduos plásticos em aterros sanitários, oceanos e ecossistemas, com danos irreparáveis à vida marinha e à biodiversidade.

Além disso, a produção massiva de copos plásticos demanda recursos naturais, como petróleo, água, energia, e contribui bastante para a emissão de gases de efeito estufa.

Para se ter uma ideia, de acordo com o Sea Shepherd, cada cidadão do mundo consome, em média, de três a cada quatro copos descartáveis por dia.

“Eles parecem inofensivos, mas são produzidos a partir de uma fonte não renovável de matéria-prima. Isso significa que não são biodegradáveis e não são decompostos”, explica o time da Sea Shepherd no Instagram.

Em resumo, as orientações são duas: a primeira é levar sempre com você um copo reutilizável e já existem várias opções no mercado, a preços acessíveis.

A segunda é, ao organizar uma festa ou evento ou fazer compras para sua empresa ou escola, dar sempre preferência para copos de papel ou fabricados com materiais biodegradáveis e compostáveis.

O QUE É PLÁSTICO DE USO ÚNICO?

Como o nome sugere, são plásticos descartáveis. Muitas vezes, o tempo de vida útil é de alguns minutos ou até segundos, com estimativas de impacto de quatro séculos no meio ambiente.

Além das embalagens de plástico misto (7 – Outros), bons exemplos são copos, talheres e pratos de festa, hastes de cotonetes, de mexedores de bebida e palitos de pirulito.

Todos os itens citados acima, apesar de serem recicláveis na teoria, não têm reciclabilidade na prática. Ou seja, não interessam para o mercado da reciclagem no Brasil.  


Últimas

Dicas de Reciclagem

Brasil produz 2,4 milhões de toneladas de eletrolixo por ano

Entenda o que é saiba onde descartar lixo eletrônico na cidade de São Paulo

18/06/2024
Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024