Recicla Sampa - Pesquisadores da Unicamp criam plástico ecológico e comestível
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Pesquisadores da Unicamp criam plástico ecológico e comestível

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Professora e Pesquisadora da Unicamp, Lucia Helena Innocentini Mei. Foto: Pedro Amatuzzi

O Brasil é o quarto maior de gerador de resíduos plásticos do mundo e só 1,3% de tudo o que é produzido acaba sendo reciclado. De olho na solução desse grave problema, uma pesquisadora da Unicamp apresentou recentemente o resultado de um projeto de pesquisa que criou um plástico ecológico e comestível.

O material biodegradável é resultado da tese de doutorado de Farayde Matta Fakhouri nas Faculdades de Engenharia Química e da Engenharia de Alimentos da Unicamp, sob orientação da professora Lucia Helena Inoocentini Mei (FEQ) e da professora Fernanda Paula Collares Queiroz (FEA).

O material é produzido através de um processo de nome complicado: extrusão termoplástica, que une o amido à gelatina. Os dois ingredientes são expostos à uma altíssima pressão, sem a necessidade de incluir solvente na mistura.

Num segundo momento, acontece o processo chamado de “sopro”, muito utilizado em outros materiais, mas inédito na produção de materiais comestíveis. É dele que vem o produto final, batizado de bioplástico, já patenteado junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

Segundo a equipe de pesquisa, vários tipos de amido, com diferentes proporções de gelatina, foram testados até que o resultado fosse satisfatório. Lucia Mei explica que o bioplástico é versátil, 100% livre de toxinas e pode ser utilizado na produção de cosméticos, produtos de higiene, remédios, produtos descartáveis e até mesmo de brinquedos infantis.

A tecnologia foi licenciada pela empresa Attomo que pretende produzir o biofilme e comercializá-lo. A empresa ainda afirmou, à Agência de Inovação da Unicamp, que pretende investir também no amido da mandioca. O material já foi usado por pesquisadores da USP para desenvolver um plástico biodegradável, transparente e resistente.

Texto produzido em 07/04/2021


Últimas

Dicas de Reciclagem

Brasil produz 2,4 milhões de toneladas de eletrolixo por ano

Entenda o que é saiba onde descartar lixo eletrônico na cidade de São Paulo

18/06/2024
Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024