Recicla Sampa - Reciclagem de eletrônicos pode gerar 40 mil empregos no Brasil
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Reciclagem de eletrônicos pode gerar 40 mil empregos no Brasil

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Setor tem potencial para movimentar a economia do país com R$ 800 milhões por ano. Foto: @role_sp

Segundo um levantamento do Movimento Circular, em parceria com a GM&C, a reciclagem de eletrônicos pode gerar 40 mil empregos no Brasil. 

Ainda de acordo com o documento, o setor tem potencial para movimentar a economia do país com R$ 800 milhões por ano. 

Para se ter uma ideia, apenas a GM&C reciclou seis mil toneladas de eletroeletrônicos em 2022. A operação gerou ao menos 140 empregos diretos e outros 380 indiretos.

Lixo eletrônico é todo objeto que possui um circuito elétrico dentro, seja esse circuito composto por uma fiação que vai ligar um motor ou, em casos mais complexos, aquele que possui placa eletrônica para tomada de decisão.

Não tem segredo e é fácil de identificar: se vai na tomada ou usa pilha e bateria é lixo eletrônico!

Entram na categoria de lixo eletrônico: geladeiras e freezers, micro-ondas e cafeteiras, torradeiras e ventiladores, computadores e celulares, controles remotos e cabos, entre outros exemplos. 

Reciclagem de Eletrônicos

Todos os aparelhos eletrônicos podem ser reciclados e o eletrolixo muitas vezes contém metais nobres e valiosos. Um exemplo é o ouro presente nos telefones celulares. 

Também é possível extrair prata, cobre e zinco. Isso sem contar o plástico das capas protetoras de aparelhos, consoles, computadores e eletrodomésticos em geral. 

A ONU alertou que as atuais 50 milhões de toneladas de eletrolixo geradas a cada ano mais que dobrarão até 2050, tornando-se o fluxo de resíduos que mais cresce no mundo. 

Todos esses metais não reaproveitados são descartados nos aterros sanitários, no meio ambiente ou são incinerados. 

A queima de lixo eletrônico produz a emissão anual de mais de 100 milhões de toneladas de CO2 e os especialistas pedem sua interrupção imediata.

Onde e como descartar lixo eletrônico em São Paulo

Além do projeto da Green Eletron, da Coopermiti e dos pontos de descarte oferecidos pela Prefeitura, a cidade de São Paulo abriga outras iniciativas que coletam e reciclam eletroeletrônicos.

Inclusive, é possível agendar a coleta gratuita desses itens na sua casa. O serviço é oferecido por uma empresa particular.

Os pontos de coleta de eletrônicos na cidade de São Paulo você encontra no site do Recicla Sampa

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Recicla Sampa (@reciclasampa)


Últimas

Dicas de Reciclagem

Brasil produz 2,4 milhões de toneladas de eletrolixo por ano

Entenda o que é saiba onde descartar lixo eletrônico na cidade de São Paulo

18/06/2024
Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024