Recicla Sampa - Resíduos Especiais: o que são e como descartar
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Resíduos Especiais: o que são e como descartar

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Pilhas e baterias são resíduos especiais. Foto: silabob / Shutterstock.com

Resíduos especiais são todos os tipos de resíduos que precisam de um tratamento especial. Por isso, não devem ser descartados nem no lixo comum, nem no reciclável.

Ou seja, você precisa encontrar no site do Recicla Sampa o ponto de coleta mais próximo da sua casa ou da sua empresa e fazer o descarte adequadamente.

Caso descartados incorretamente, esses resíduos podem causar sérios danos ambientais e à saúde da população.

Os principais exemplos de resíduos especiais são os aparelhos eletrônicos, os medicamentos, as lâmpadas, as pilhas e baterias, o óleo de cozinha e os pneus.

Eletrolixo

Não tem segredo e é fácil de identificar: se vai na tomada ou usa pilha e bateria é lixo eletrônico.

Ou seja, é todo objeto que possui um circuito elétrico dentro, seja composto por uma fiação ou, em casos mais complexos, aquele que possui placa eletrônica para tomada de decisão.

Entram na categoria de lixo eletrônico: geladeiras e freezers, microondas e cafeteiras, torradeiras e ventiladores, computadores e celulares, controles remotos e cabos, chapinhas e secadores de cabelo, brinquedos infantis, entre outros exemplos.

Clique aqui e encontre os pontos de coleta de lixo eletrônico em SP

Lâmpadas

Todo mundo já deve ter passado por essa situação. A luz da sua casa queima, você troca e se pergunta: e agora, onde é que eu descarto essa lâmpada queimada? No lixo comum, no reciclável?

Em nenhum dos dois! Apesar de serem recicláveis, as lâmpadas fluorescentes contêm mercúrio e outras substâncias tóxicas em sua composição e precisam ser descartadas em coletores especiais.

Por essas razões, seu descarte correto é obrigatório por Lei e fabricantes, comerciantes e importadores devem implementar a logística reversa do material e encaminhar os resíduos para a reciclagem.

Só não vale descartar de qualquer jeito!

Clique aqui e encontre os pontos de coleta de lâmpadas na cidade de SP

Pilhas e Baterias

A primeira etapa é saber que este tipo de material não deve ser descartado nem no lixo comum, nem no reciclável, por conta dos metais pesados na sua composição com grande perigo à saúde e com alto poder de contaminação do solo e do lençol freático.

A segunda etapa é armazenar as pilhas e baterias em um pote e procurar um totem de coleta como o da Green Eletron - iniciativa nacional de reciclagem de pilhas, baterias e eletroeletrônicos - para o descarte adequado, que também pode ser feito em farmácias e supermercados.

Clique aqui e encontre os pontos de coleta de pilhas e baterias em SP

Óleo de Cozinha

Para quem não sabe, o óleo de cozinha é lixo reciclável e pode ser transformado num sabão em barra de excelente qualidade, em insumos agrícolas para a produção de rações animais e em biodiesel, por meio de um processo chamado transesterificação.

Quando descartado na no ralo, privada ou quintal, o óleo pode contaminar o solo, os rios, mares e represas. Para se ter uma ideia, é necessário apenas um litro de óleo para contaminar 25 mil litros de água, de acordo com a Sabesp.

Descartar corretamente o óleo de cozinha é fácil! Basta deixar ele esfriar e depositar numa garrafa plástica.

Clique aqui e encontre os pontos de coleta de óleo de cozinha em SP

Pneus

Pneu é um resíduo de responsabilidade compartilhada! Ou seja, fabricantes, revendedores e consumidores devem fazer o seu papel para que o processo de logística reversa seja concluído com sucesso.

No Brasil, por lei, cabe ao fabricante dispor de recursos e infraestrutura para o recolhimento dos pneus usados. Portanto, a dica é sempre deixar os pneus na própria loja onde você fez a troca! Isso vai garantir a destinação ambientalmente adequada.

Caso tenha comprado pela internet e acabou com os pneus antigos em casa, você pode recauchutar em uma oficina ou doar para empresas que irão reutilizá-los de alguma forma.

Você também pode doar para artesãos e artistas que precisam do material para construir móveis, jardins e outros itens.

Clique aqui e encontre os pontos de coleta de pneus em SP

Medicamentos

De saída, é importante destacar que você nunca deve descartar os medicamentos no lixo comum, muito menos no reciclável ou no vaso sanitário. 

Remédios e suas embalagens, mesmo que vazias, podem contaminar os sistemas de tratamento de esgoto, os agentes ambientais e causar sérios impactos ambientais e sanitários.

Aqui na capital, além das farmácias e drogarias habilitadas, algumas Unidades Básicas de Saúde devem receber esses resíduos e armazená-los até que sejam coletados pelos seus respectivos distribuidores.

Clique aqui e encontre os pontos de coleta de medicamentos em SP
 


Últimas

Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024
Notícias

O que é Ecodesign e qual sua importância para a sustentabilidade

Tendência busca minimizar impactos ambientais durante o ciclo de vida dos produtos

12/06/2024
Notícias

São Paulo tem o maio mais quente em 81 anos

Entenda como a reciclagem contribui para conter o aquecimento global

11/06/2024