Você sabia que a reciclagem de papel economiza água e energia?

25/05/2018

Imagem - Bracelpa estima que 64% de papel apto à reciclagem foi recuperado. Foto: Moreno Soppelsa/shutterstock.com

Bracelpa estima que 64% de papel apto à reciclagem foi recuperado. Foto: Moreno Soppelsa/shutterstock.com

Você já parou para pensar como o papel tornou-se um item indispensável e muito utilizado em nosso dia a dia? Do simples bloquinho que fica ao lado do telefone às caixas de embalagens de produtos, são várias as utilizações que damos a esse material – sem contar as grandes empresas e sua imensa fabricação de documentos impressos. A boa notícia é que, embora o material seja muito usado, o papel tem a maior taxa de reciclagem do país.

De acordo com a Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa), estima-se que, em 2016, 64% de todo papel apto à reciclagem foi recuperado – o equivalente a 4,8 milhões de toneladas. Quer uma notícia ainda melhor? A reciclagem desse material também contribui com a saúde do planeta, economizando água e energia: 2,5 barris de petróleo, 98 mil litros de água e 2.500 kw/h de energia elétrica são gerados a cada tonelada do material que é reaproveitada.

Mas como é feito o processo de reciclagem? O papel é recolhido e passa por um controle de qualidade. Depois, é triturado e misturado com água para que suas fibras se separem. Em seguida, é centrifugado para que sejam separadas impurezas, como grampos e areia. Então, produtos químicos são adicionados para fazer o clareamento do papel, como, por exemplo, alvejante. Pronto! Agora, a massa de celulose está pronta e pode dar origem às mesmas coisas que uma pasta virgem: papel para impressão, toalha de rosto, guardanapos, papel higiênico, sacolas e etc.

 

Fontes:
Indústria Brasileira de Árvores - IBÁ | 
Fragmaq

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados