Afogados em Lixo

26/02/2021

Imagem - Cada paulista gerou em média quase meia tonelada de lixo em 2019. Foto: Rolê.

Cada paulista gerou em média quase meia tonelada de lixo em 2019. Foto: Rolê.

O brasileiro nunca produziu tanto lixo. Na última década, o descarte anual saltou de 66 milhões de toneladas em 2010 para assustadoras 79 milhões de toneladas em 2019.

Para piorar, das 11,3 milhões de toneladas de lixo plástico produzidas, apenas 1,3% foram recicladas e de cada 72,7 milhões de toneladas coletadas, cerca de 40% foram descartadas incorretamente.

Quando falamos em São Paulo, as coisas ficam ainda mais impressionantes. Somos o estado que, proporcionalmente, mais produziu lixo. Cada paulista gerou em média quase meia tonelada em 2019.

Em comparação com um cidadão de Santa Catarina, por exemplo, cada um produziu quase o dobro de lixo em 12 meses. Por essa e outras destacamos a importância da reciclagem do lixo para minimizar o impacto do problema.

Mas olha, nem todas as notícias são ruins. O número de cidades com coleta de lixo reciclável aumentou cerca de 30%. Agora, de cada 10 cidades brasileiras, sete já contam com a prestação de serviços de reciclagem de lixo.

Os números acima foram divulgados nesta semana pela coluna “=Igualdades” da revista Piauí, que fez uma análise dos dados do Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2020, realizado pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública (Abrelpe).  

Confira na íntegra.

Texto produzido em 20/02/2021

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados