Recicla Sampa - Ambev quer adotar embalagens plásticas mais sustentáveis
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Ambev quer adotar embalagens plásticas mais sustentáveis

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Para atingir o objetivo, está previsto investimentos em pesquisas e desenvolvimento, iniciativas de logística reversa entre outras ações. Foto: Ambev / Divulgação

No início de 2020, a Cervejaria Ambev anunciou uma meta ousada: acabar com a poluição plástica de suas embalagens até 2025. A companhia, em parceria com outras empresas e universidades, tomará uma série de medidas e criará inovações para honrar esse compromisso com o meio ambiente.  

Além de suas tradicionais marcas de cerveja, a multinacional possui um extenso portfólio de refrigerantes que utiliza o plástico como embalagem. Atualmente, 18% de todo o líquido produzido pela companhia é envasado nesse material. Marcas como Guaraná Antárctica e Pepsi farão parte dessa meta, que exigirá a criação de novas tecnologias para embalagens ambientalmente corretas.

Entre os parceiros que ajudarão a Ambev nesse desafio estão as empresas ValGroup, uma das maiores produtoras e recicladoras de embalagens plásticas, a Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (ANCAT) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Para atingir o objetivo, está previsto investimentos em pesquisas e desenvolvimento, iniciativas de logística reversa, substituição de matérias-primas, eliminação do plástico em algumas embalagens, conscientização da população, entre outras ações. São trabalhos que a Ambev vem desenvolvendo há alguns anos, junto a parceiros, e que tem a meta de serem expandidas e aprimoradas, tornando-se fundamentais para gerir o negócio da companhia.

“Foi pensando no legado de um mundo melhor que estabelecemos a meta de eliminar a poluição plástica de nossas embalagens até 2025. Para isso, contamos também com o engajamento das pessoas nessa causa. Afinal, quanto mais bem aceitas nossas mudanças forem, mais espaço teremos para implementá-las na nossa cadeia. Sabemos que, daqui em diante, vamos precisar trabalhar muito e encontrar soluções criativas. Mas se tem uma coisa que sabemos fazer é nos desafiar com objetivos ambiciosos e encontrar soluções inovadoras para os problemas”, conclui Jean. 

Não é a primeira vez que a Ambev anuncia uma ação sustentável em seus produtos. Em 2012, a companhia reduziu o consumo de plástico virgem e desenvolveu a primeira PET 100% reciclada. Atualmente, a embalagem é usada em 61% das garrafas de Guaraná Antarctica. Além disso, 37% da produção total de garrafas PET da empresa já conta com material reciclado.

Em 2019, a empresa anunciou o lançamento da primeira água em lata do Brasil. Dessa forma, é possível colaborar com a logística reversa do alumínio, material que é 97,3% reciclado no país e contribui com a renda de muitos catadores.

 Fonte: Comunicação Ambev

Texto produzido em 07/02/2020


Últimas

Dicas de Reciclagem

Brasil produz 2,4 milhões de toneladas de eletrolixo por ano

Entenda o que é saiba onde descartar lixo eletrônico na cidade de São Paulo

18/06/2024
Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024