Califórnia se compromete a produzir energia 100% limpa até 2045

05/11/2019

Imagem - Atualmente, apenas um terço da eletricidade distribuída para a região vem de energia éolica, solar ou geotérmica. Foto: Matt Sylvester / Unsplash

Atualmente, apenas um terço da eletricidade distribuída para a região vem de energia éolica, solar ou geotérmica. Foto: Matt Sylvester / Unsplash

Considerado um dos mais populosos dos Estados Unidos, o estado da Califórnia se comprometeu a gerar 100% de energia limpa até 2045. O projeto de lei foi assinado no final de 2018 pelo governador Jerry Brown.

“Não será fácil, não será imediato, mas deve ser feito", disse o parlamentar em publicação no portal da revista IstoÉ.

Durante uma primeira etapa da iniciativa, companhias elétricas devem obter até 2030 60% da sua produção a partir de fontes renováveis (de uso inesgotável) ou que não contenham carbono. Já em 2045, ano final estabelecido para a meta, as companhias deverão ter de atingir 100% dessas fontes.

Em 2017, apenas 32% da distribuição de eletricidade comercial foi obtida por meios renováveis. A sansão do acordo torna a Califórnia o segundo estado do país a implantar a mudança. O Havaí foi o primeiro.

No caminho para cumprir os objetivos do Acordo de Paris, a Califórnia se une a outros 20 países que deram passos semelhantes. Atualmente, apenas um terço da eletricidade distribuída para a região vem de energia eólica, solar ou geotérmica, e outros 9% de usinas nucleares. O gás natural, combustível fóssil "mais limpo", retrata 49% da situação local.

Fontes: Casa Vogue, Istoé

Texto produzido em 04/07/2019

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados