Coletor de lixo reciclável passa em medicina na UFPA

17/04/2021

Imagem -  Joel Silva comemora conquista. Foto: Reprodução / Acervo pessoal

Joel Silva comemora conquista. Foto: Reprodução / Acervo pessoal

Joel Silva tem 22 anos. É um jovem da periferia de Belém, capital do estado do Pará. Coletor e filho de coletores de lixo reciclável, ele acaba de ser aprovado no vestibular disputadíssimo da faculdade de medicina da Universidade Federal do Pará.

O resultado saiu na última quarta-feira (14) e a comemoração, nesses tempos de pandemia, não contou com a presença dos amigos. Mas a família, que vive da reciclagem, não deixou de fazer uma festa para o jovem.

“Vi o resultado junto com a minha irmã e a minha mãe. Fui trabalhar no período da tarde como se fosse um dia normal. Até agora não caiu a ficha”, disse o estudante em entrevista ao portal G1.

Joel conta que ao lado dos pais saía para trabalhar pela manhã. A coleta era feita em bairros nobres da cidade, como Nazaré e Umarizal. O serviço durava o dia inteiro, das 8h às 17:30h. Quando chegava em casa, o guerreiro ainda tinha energia para estudar.

O dinheiro que ganhava servia para bancar seus estudos. Fez um cursinho preparatório on-line. Sabia que para competir de igual para igual com os privilegiados precisava estar muito bem preparado.

A pandemia dificultou ainda mais seu caminho. Sem aulas presenciais, tinha que se virar com EaD e com os livros doados. Mas isso não era uma novidade para ele. Desde os 10 anos, Silva estudava com livros reaproveitados.

Joel afirma que tem orgulho do seu trabalho e do trabalho da sua família e que sempre acompanhou de perto as iniciativas de conscientização e de preservação do meio ambiente, principalmente as ligadas ao lixo reciclável.

"Estudar na pandemia é desafiador e o mais difícil é manter a rotina de estudos, mas tive uma grande oportunidade que foi o material doado pelas pessoas por onde a gente passa coletando o lixo. A gente interagia no trabalho com as pessoas e eu posso dizer que esse material doado foi o que salvou o meu caminho”, revela.

Em novembro do ano passado, ele resolveu parar com as coletas para se dedicar exclusivamente à preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e arrumou um emprego como vendedor em um comércio varejista. Deu tudo certo.

"Apesar das dificuldades, se a pessoa realmente focar onde ela quer estar lá na frente e em como chegar lá, se ela tiver um suporte tanto espiritual e familiar, são coisas essenciais para atingir objetivos como esse que foi o meu", completa Joel.

Para quem não sabe, mais de mil famílias vivem da reciclagem de lixo em São Paulo é nós do Recicla Sampa contamos histórias parecidas com a da família do Joel no mini-doc Reciclando Vidas. Recicle seu lixo. Você ajuda o meio ambiente e ainda dá uma força para todo esse pessoal!

Texto produzido em 17/4/2021

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados