Recicla Sampa - Como reduzir o uso de plástico no banheiro
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Como reduzir o uso de plástico no banheiro

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Mulher escolhe produtos de higiene pessoal no mercado. Foto: Pressmaster / Envato

O uso do banheiro envolve higiene pessoal, beleza ou apenas privacidade. É um espaço de uso variado, mas tendemos a ignorar a quantidade de produtos plásticos e de papel descartável que usamos nele, principalmente em comparação com outros espaços de nossas casas. 

Um relatório divulgado em 2014 pela Care to Recycle, iniciativa da Johnson & Johnson, indicou que 95% dos entrevistados nos EUA já se preocupavam com a reciclagem dos resíduos gerados em suas cozinhas, mas apenas metade das pessoas relataram reciclar os resíduos de seus banheiros.

Felizmente, essa cultura vem sendo alterada desde a divulgação do relatório. Professor de lei e política ambiental da Universidade de Yale, Daniel Esty informa que as pessoas estão cada vez mais conscientes sobre o impacto ambiental gerado pelo consumo e muitas empresas anunciam projetos alinhados aos novos padrões de sustentabilidade.  

Mesmo assim, as pesquisas mais recentes indicam que boa parte do lixo plástico ainda acaba descartado em aterros sanitários. Um estudo da Zero Waste Europe descobriu que 120 bilhões de unidades de embalagens plásticas são produzidas globalmente pela indústria da beleza todos os anos. Portanto, é fundamental encontrar alternativas para os produtos usados em banheiros como desodorantes, potes de xampu, escovas de dente e papel higiênico.

Alex Payne, um dos porta-vozes da TerraCycle, líder global em soluções para resíduos de difícil reciclabilidade, indica um caminho para ajudar a resolver a questão. “Primeiro, consuma apenas aquilo que você precisa e se esforce para encontrar opções reutilizáveis. Hoje em dia, já existem produtos e embalagens feitos de materiais orgânicos e biodegradáveis. Um bom exemplo é o bambu de origem sustentável”, diz o publicitário.

“O ideal seria consumir opções sem embalagem, mas sabemos que ainda é bem difícil. Por isso, dê preferência para embalagens que são mais fáceis de reciclar como metal ou vidro e tente evitar aquelas com combinações de materiais”, continua Payne.

Mas preste atenção na hora de descartar. Por exemplo, o recipiente de xampu deve ser lavado por dentro antes de ir para o lixo reciclável, assim como os recipientes de cremes e perfumes. Muitas vezes, em função da contaminação, resultado do descarte incorreto, a reciclagem acaba comprometida e as embalagens vão parar nos aterros sanitários.

“A presença de qualquer produto residual pode forçar os recicladores municipais a redirecioná-lo para o aterro, de modo que não contamine todo o material reciclável nos processos”, explica Alex. 

Já é possível encontrar no Brasil e no mundo uma boa diversidade de produtos biodegradáveis e ambientalmente responsáveis. Basta uma pesquisa simples no Google para achar escovas de dente, cosméticos e produtos de higiene e beleza 100% sustentáveis. É hora da gente fazer a nossa parte e assumir a responsabilidade sobre o lixo que geramos. Contamos com a sua ajuda!    

Texto produzido em 25/4/2021


Últimas

Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024
Notícias

O que é Ecodesign e qual sua importância para a sustentabilidade

Tendência busca minimizar impactos ambientais durante o ciclo de vida dos produtos

12/06/2024