Curitiba vai testar ônibus movido a resíduo orgânico

18/12/2019

Imagem - A cidade já possui modelos de ônibus biarticulados e agora aposta em alternativas sustentáveis. Foto: Pedro Ribas / SMCS

A cidade já possui modelos de ônibus biarticulados e agora aposta em alternativas sustentáveis. Foto: Pedro Ribas / SMCS

Curitiba poderá contar com um ar mais limpo. Isso porque a Prefeitura anunciou um projeto piloto que irá testar um ônibus movido a biogás e biometano, combustíveis derivados de fontes renováveis. A iniciativa é uma parceria com a empresa Scania, de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

O biogás é um material derivado da decomposição de resíduos orgânicos, como restos de comida, folhas de frutas, legumes e verduras, podas de plantas e de árvores, e até mesmo dejetos de esgoto. Já o biometano, é um gás natural com nível maior de pureza, que também pode ser utilizado como biocombustível veicular.

Para que o automóvel possa rodar pelas ruas será utilizado um motor específico que opere com dois elementos: o biometano e o gás natural veicular (GNV). De acordo com o site Conexão Planeta, a Scania garante que esse ecomotor pode reduzir entre 70% a 85% das emissões de poluentes e aproximadamente 28% dos custos operacionais por quilômetro rodado, se comparado a veículos movidos a diesel.

Dividida em duas fases, a ação vai testar primeiro o uso do gás natural veicular (GNV) e, a partir do segundo semestre, o biogás será avaliado. O objetivo é analisar o desempenho dos dois materiais separadamente. O biogás, além de não ter cheiro, é uma ótima oportunidade para reduzir o volume de resíduos enviados de maneira inadequada aos aterros sanitários do país.

Fontes: Conexão Planeta, Prefeitura de Curitiba

Texto produzido em 22/07/2019

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados