Empresa aérea substitui materiais plásticos por bambu e compostáveis

04/07/2019

Imagem - Talheres de bambu são algumas das soluções sustentáveis para a operação. Foto: Good Soul Shop / Unsplash

Talheres de bambu são algumas das soluções sustentáveis para a operação. Foto: Good Soul Shop / Unsplash

A companhia aérea Hi Fly inovou no combate a um dos maiores vilões do meio ambiente e operou o primeiro voo totalmente "plastic free" do mundo. No final do ano passado, 350 quilos de materiais descartáveis foram evitados em um voo da companhia que partiu de Lisboa, Portugal, com destino a Natal, no Brasil. A previsão é de que mais três voos de teste sejam operados pela empresa com um total de 700 passageiros, buscando evitar o uso do plástico.

Em entrevista para a rede de televisão canadense CTV, o presidente da empresa Paulo Mirpuri comentou a política. "Não podemos mais ignorar o impacto que a contaminação do plástico tem sobre os ecossistemas, bem como sobre a saúde humana", diz. Entre os itens de plástico que foram substituídos estão xícaras, colheres, saleitos, embalagens para roupa de cama, pratos, embalagens de manteiga individuais, garrafas pet e escovas de dentes.

O objetivo da Hi Fly é adotar uma política livre de plástico em todos os seus voos até o final de 2019. "Este histórico de voo reforça nosso compromisso de fazer da Hi Fly a primeira companhia aérea sem plásticos do mundo", afirma o presidente. Os voos de teste servirão como base para que a empresa encontre as soluções ideais para os itens que serão substituídos. "Sabemos que podemos encontrar alguns problemas iniciais, mas estamos confiantes em abordar esses problemas nos próximos meses", conta Mirpuri.

Dados da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) apontam que mais de 5,7 milhões de toneladas de resíduos foram gerados em aeronaves em 2017, e o número pode dobrar em 15 anos caso nenhuma medida seja tomada. Por esse motivo, outras companhias aéreas também estão tomando medidas para reduzir os plásticos em suas operações. A Ryanair, empresa que realiza voos de baixo custo na Europa, anunciou que eliminará o uso de plásticos de um só uso de seus voos até 2023. Outras companhias aéreas, como a Alaska Airlines e a Delta, dos EUA, eliminaram o uso de canudos de plástico.

 

Fontes: Ciclo VivoCTVAssociação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) e The Telegraph

 

Texto produzido em 04/01/2019

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados