Enel remove e recicla 264 postes do centro de SP

03/04/2021

Imagem - Av Nove de Julho, São Paulo. Foto: twenty20photos / Envato

Av Nove de Julho, São Paulo. Foto: twenty20photos / Envato

Responsável pela distribuição de energia na capital paulista, a Enel começa neste semana a finalizar a remoção de mais de 260 postes de dez diferentes ruas da Bela Vista, do Bom Retiro e do Brás, bairros da região central da cidade.

Com foco na sustentabilidade e na valorização estética, a iniciativa começou em 2017 com a notificação das empresas de telecom para a remoção de suas respectivas afiações e passou recentemente pelas obras necessárias para o enterramento do sistema elétrico.

Todo o material retirado dos 4,4 quilômetros de vias contemplados será encaminhado para a reciclagem. A ação está prevista para terminar em maio e retirou nos últimos dez dias quase três mil toneladas de cabos e fios, além do ferro e do concreto.

Segundo a Enel, tudo pode ser e será reaproveitado: o concreto, a armadura metálica, os vergalhões, os anéis que fazem a conexão dos fios e o próprio cabeamento. Em cada um dos postes, são 10% de ferro e 90% de concreto.             

O ferro e o concreto recolhidos são levados à uma base operacional e coletados por uma empresa parceria da iniciativa, responsável pela destruição e descaracterização do material. Depois de passar por um processo de fragmentação, o concreto pode ser utilizado na pavimentação de ruas. O ferro é vendido em forma de sucata para fundições.

Já os cabos, que são responsabilidade das operadoras e ainda não foram retirados, ficam armazenados por cerca de 90 dias. “Após este prazo, se as companhias não se manifestarem, doamos o material para uma empresa que transforma o resíduo em uma mistura usada como combustível na fabricação de cimento”, conta André Oswaldo, diretor da Enel Distribuição São Paulo.

Importante lembrar que no final de 2020 a distribuidora finalizou a remoção de 304 postes da Vila Olímpia. A substituição dos postes pela rede subterrânea terminou em julho de 2018. A ação no tradicional bairro da zona sul integra o projeto Urban Futurability, que pretende transformar a região em um exemplo de sustentabilidade.

Texto produzido em 03/04/2021

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados