Engenheiro cria asfalto com plásticos retirados do mar

07/11/2019

Imagem - Nova técnica possui um preço muito mais baixo do que o asfalto tradicional. Foto: MacRebur

Nova técnica possui um preço muito mais baixo do que o asfalto tradicional. Foto: MacRebur

A poluição plástica é um dos desafios do mundo moderno. Buscando alternativas para reduzir esse problema, iniciativas de reciclagem estão surgindo pelo mundo todo. A mais nova delas está sendo criada no Reino Unido e partiu do engenheiro Toby McCartney, que desenvolveu uma técnica para produzir asfalto a partir de resíduos plásticos, coletados dos oceanos.

O asfalto elaborado na empresa de Toby e de seus sócios Nick e Gordon, a MacRebur, é confeccionado com plásticos oriundos de produtos domésticos, agrícolas e comerciais. O material de aparência granulada substitui parte do betume (mistura líquida obtida artificialmente no processo de destilação do petróleo e aplicado como impermeabilizante no solo), utilizado para pavimentação.

A ideia surgiu após a filha de Toby responder em sala de aula que, ao invés de peixes, eram os plásticos que viviam nos oceanos. Apoiado por essa assombrosa realidade, o britânico decidiu travar uma guerra contra o material.  

Segundo o site Fundação Verde “eles são fabricados com 100% de resíduos. Os produtos oferecem uma maneira única de melhorar o asfalto oferecendo uma solução econômica e duradoura”.

Cada tonelada da mistura utilizada na confecção contém o equivalente a 80 mil garrafas plásticas. A companhia também garante que o produto - por utilizar os resíduos como matéria-prima - possui um preço muito mais baixo do que o asfalto tradicional, além de um desempenho 60% mais resistente do que os pavimentos tradicionais.

Fontes: Fundação VerdeThe Greenest Post, Pensamento Verde

Texto produzido em 07/08/2019

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados