Estudantes criam tecnologia para filtrar água por meio da luz solar

29/01/2020

Imagem - Criação consegue filtrar 28 litros de água por dia e dá acesso à água potável a quem mais precisa. Foto: SFW for All / Facebook

Criação consegue filtrar 28 litros de água por dia e dá acesso à água potável a quem mais precisa. Foto: SFW for All / Facebook

Os universitários, Anna Luisa Santos, Letícia Bezerra, Marcela Sepreny e Lucas Ayres criaram uma espécie de tecnologia que filtra a água por meio da luz do sol. A invenção, chamada Aqualuz, tem capacidade de filtrar 28 litros de água por dia e tem ajudado na rotina dos moradores do nordeste brasileiro.

O equipamento é uma espécie de caixa de inox com uma tampa de vidro. Dentro do recipiente, há um tubo de água. A água coletada, geralmente de cisterna, muito comum na região, passa pela caixa e a água é exposta à radiação solar para eliminar bactérias. Ao final do processo, um dispositivo acoplado na caixa muda de cor e isso significa que a água está pronta para consumo.

A água foi submetida a testes de qualidade com parâmetros do Ministério da Saúde e constatou-se a redução de 99,9% das bactérias.

“Nos preocupamos em desenvolver uma tecnologia prática e simples para as pessoas”, contou uma das criadoras, Anna Luisa, ao G1.

O "Aqualuz" já conta com 35 unidades instaladas em quatro estados (Alagoas, Bahia, Ceará e Pernambuco). No mercado, o aparelho já está disponível para compra ao custo de 500 reais.

Em reportagem à imprensa local, a desenvolvedora Letícia Bezerra afirmou que o objetivo não é comercializar a tecnologia diretamente à população local, e sim buscar incentivo de empresas que possuem ações de responsabilidade socioambiental e entidades governamentais. Dessa forma, o produto pode chegar até os usuários sem custo algum.

A invenção ficou em segundo lugar em um evento nacional chamado HackBrazil, competição que premia iniciativas empreendedoras. Tal posição rendeu ao grupo de estudantes 25 mil reais como premiação. 

Para conhecer mais sobre o projeto clique aqui.

Fonte: G1

Texto produzido em 06/12/2019

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados