Recicla Sampa - Fundo destina R$ 300 milhões para reciclagem na América Latina
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Fundo destina R$ 300 milhões para reciclagem na América Latina

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Multinacional anuncia investimentos em empresas especializadas na reciclagem dos plásticos. Foto: @role_sp

Especializada em economia circular, a Circulate Capital promete investir cerca de R$ 300 milhões para impulsionar a reciclagem do plástico na América Latina.

De acordo com informações do Capital Reset, a iniciativa conta com apoio de petromquímicas como Chevron, Phillips, Chemical, Dow, além de fabricantes de bens de consumo como Danone e Unilever.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a plataforma de impacto Builders Vision também prometem apoiar o projeto.

Na primeira etapa, Brasil, Chile, Colômbia e México aparecem como prioridade. O argumento são condições favoráveis para o desenvolvimento de projetos de logística reversa no setor.

Mas ainda não se sabe quanto exatamente será destinado ao Brasil, que concentra 164 das 700 empresas identificadas para receberem os aportes.

O que foi informado são as áreas de atuação: aperfeiçoamento do sistema de coleta e triagem, processamento para agregar valor aos resíduos e criação de novas tecnologias.

Impacto ambiental da poluição plástica

A humanidade produz cerca de 460 milhões de toneladas de plástico por ano. Segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, sem medidas urgentes, esse número deve triplicar até 2060.

Globalmente, 46% dos resíduos plásticos acabam nos aterros sanitários, 22% são mal descartados e vão parar no meio ambiente, 17% são incinerados e 15% são coletados para reciclagem, com menos de 9% realmente reciclados.

A poluição plástica marinha aumentou 10 vezes desde 1980 e já afeta pelo menos 267 espécies animais, incluindo 86% das tartarugas marinhas, 44% das aves marinhas e 43% dos mamíferos marinhos.

De acordo com um estudo do Pnuma, mais de 14 milhões de toneladas de plástico entram e danificam os ecossistemas aquáticos anualmente no mundo todo.

Além disso, espera-se que as emissões de gases de efeito estufa associadas aos plásticos representem 15% do total de emissões permitidas até 2050 se a humanidade limitar o aquecimento global a 1,5°C.


Últimas

Notícias

Brasil pode alcançar 95% de energia renovável até 2026

Pesquisa coloca país na vanguarda mundial da transição energética

04/03/2024
Notícias

Dia Mundial dos Catadores de Lixo Reciclável celebra luta da categoria

Data promove reflexão sobre responsabilidade coletiva em dar dignidade aos trabalhadores

01/03/2024
Notícias

Cidades do futuro e os caminhos para um mundo sustentável

Demandas apontam para harmonia entre desenvolvimento urbano e preservação ambiental

29/02/2024
Notícias

Projeto de lei quer celulares com baterias removíveis e substituíveis

Regra evitaria que milhões de aparelhos sejam inutilizados e descartados precocemente

28/02/2024