Recicla Sampa - Mutirão recolhe mais de 39 mil bitucas de cigarro pelo país
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Mutirão recolhe mais de 39 mil bitucas de cigarro pelo país

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Cerca de 10.462 bitucas foram recolhidas só em São Paulo. Foto: Divulgação / Mundo SEM Bitucas

O percentual de brasileiros que se declaram fumantes caiu mais de 40% na última década, segundo dados do Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel). Apesar da boa notícia, uma pesquisa do movimento Mundo SEM Bitucas revelou que, no Brasil, 60% dos fumantes ainda têm o hábito de jogar bitucas de cigarro nas ruas. A estatística uniu jovens de diversas cidades para um mutirão de limpeza, que resultou na coleta de mais de 39 mil bitucas que, agora, receberão destino apropriado.

A “Caça às Bitucas - Montanha da Vergonha”, como foi nomeada, contou com parceiros e mobilizadores de 17 cidades do país, entre elas Recife, Cuiabá, Rio de Janeiro e São Paulo. Na maior cidade do país, a atividade aconteceu no famoso vão livre do Museu de Arte de São Paulo (MASP), palco de importantes mobilizações. Lá, foram recolhidas cerca de 10.462 bitucas em apenas 60 minutos, número que deixou a capital em primeiro lugar no ranking da coleta.

Com o objetivo de trazer luz aos riscos e perigos que o material descartado no chão causa ao meio ambiente, a mobilização contou com 146 voluntários que dedicarão 817 minutos à uma educação ambiental e cidadã. No Brasil, a iniciativa surgiu a partir da jovem Natalia Zafra Goettlicher, também idealizadora do movimento Mundo SEM Bitucas, que há quatro anos atua na conscientização de fumantes e não fumantes sobre os impactos do material.

"Queremos promover a educação ambiental e mostrar os verdadeiros impactos socioambientais que esta atitude incorreta causa para o nosso único planeta habitável", afirma.

Para a jovem, trata-se de um problema ambiental não apenas local e sim global. "Em um espaço pequeno é possível encontrar milhares delas. Isso não somente em São Paulo, como também nas outras 20 cidades participantes", reforça.

Foto1
Voluntários participam de ação em São Paulo. Foto: Divulgação / Mundo SEM Bitucas

Mobilização global

Em uma parceria com o movimento internacional No más colillas en el suelo, idealizado pelo ativista Miquel Garau Ginard, o mutirão aconteceu na mesma data em países como Estados Unidos, Espanha e Nova Zelândia. Entusiasmada com o resultado no Brasil e no mundo, Natalia acredita que por meio de ações como essas é possível construir um mundo melhor e sem bitucas para se viver em sociedade. "Não pararemos por aqui", garante.

 

Texto produzido em 26/09/2019


Últimas

Notícias

Dia Mundial dos Catadores de Lixo Reciclável celebra luta da categoria

Data promove reflexão sobre responsabilidade coletiva em dar dignidade aos trabalhadores

01/03/2024
Notícias

Cidades do futuro e os caminhos para um mundo sustentável

Demandas apontam para harmonia entre desenvolvimento urbano e preservação ambiental

29/02/2024
Notícias

Projeto de lei quer celulares com baterias removíveis e substituíveis

Regra evitaria que milhões de aparelhos sejam inutilizados e descartados precocemente

28/02/2024
Dicas de Reciclagem

Como a reciclagem do lixo ajuda o meio ambiente

Entenda por que separar corretamente o lixo reciclável contribui para um mundo sustentável

27/02/2024