Nova lei proíbe uso de isopor em Nova York

03/04/2019

Imagem - Copo de isopor. Foto: Eblis/shutterstock.com

Copo de isopor. Foto: Eblis/shutterstock.com

Entrou em vigor, a partir do dia 1 de janeiro de 2019, em Nova York, a Lei que proíbe lojas, fabricantes e estabelecimentos de serviços de alimentação a comercializem copos, pratos, bandejas e recipientes compostos por poliestireno expandido (EPS), popularmente conhecido como isopor. A nova medida também engloba o uso do material como protetor de embalagens.

O anúncio foi feito conjuntamente pelo prefeito Bill de Blasio, pela comissária do Departamento de Saneamento, Kathryn Garcia, e o diretor do Gabinete de Sustentabilidade do prefeito, Mark Chambers. A medida já vem sendo discutida desde 2015, mas só agora passou a valer de fato.

A dificuldade de reciclar o material sintético proveniente do petróleo contribuiu para que a metrópole americana tomasse essa decisão. "Ninguém conseguiu até agora provar que seja possível reciclá-lo em larga escala e, tampouco, há mercado para isso", disse Kathryn Garcia, responsável pelo sistema sanitário da cidade, ao portal de notícias BBC Brasil.

Nesse primeiro momento, agentes de saúde e de assuntos do consumidor farão um trabalho de educação e de divulgação junto às empresas dos cinco distritos de Nova York para que elas se adaptem à nova lei. As multas deverão ser aplicadas dentro de seis meses.

“O isopor que os nova-iorquinos jogam fora a cada ano entopem nossos aterros e alimentam a economia do petróleo destruindo nosso planeta. Estamos pondo um fim nesta prática suja para que possamos garantir um futuro mais limpo e mais justo para nossos filhos”, disse o prefeito Blasio, segundo o portal Ciclo Vivo.

Fonte: Ciclo VivoBBC BrasilConexão Planeta

Notícia produzida em 09/01/2019

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados