Recicla Sampa - Oito em cada dez pessoas apoiam proibição de plásticos descartáveis
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Oito em cada dez pessoas apoiam proibição de plásticos descartáveis

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Estudo de 2022 ouviu a opinião de mais de 20 mil cidadãos em 34 países. Foto: PACO SINISTERRA / shutterstock.com

Cerca de 80% das pessoas apoiam a proibição da comercialização e distribuição de alguns tipos de plásticos, é o que indica uma pesquisa realizada pela WWF e pela Plastic Free Foundation.  

O estudo de 2022 ouviu 23 mil pessoas em 34 países e apenas confirmou o que todo mundo vem percebendo há algum tempo: as pessoas já entenderam o tamanho do impacto ambiental e não querem mais consumir plásticos de uso único.  

"Qualquer progresso significativo em reduzir o impacto do lixo plástico no mundo precisa incluir a proibição dos tipos de plástico de uso único mais problemáticos e prejudiciais”, afirma o relatório final.

Recuse plásticos de uso único

O tempo de decomposição do plástico é calculado em pelo menos 400 anos. Metade de todos os plásticos já fabricados foi feita nos últimos 15 anos.

Apesar de todos os esforços de conscientização, a produção e o consumo de plásticos de uso único cresceram no mundo todo entre 2019 e 2021.

Os dados do Plastic Waste Makers Index (PWMI), organizado pela Minderoo Foundation, indicam que a população mundial consumiu 139 milhões de toneladas métricas de plásticos descartáveis em 2021.

Em 2019, ano do primeiro levantamento capitaneado pela fundação, foram consumidas 133 milhões de toneladas métricas.

Os grandes responsáveis por essa quantidade assustadora são os plásticos de uso único. Como o nome sugere, são extremamente descartáveis com um tempo de vida útil curto.

Portanto, precisamos repensar nossos hábitos de consumo e recusar esses produtos e embalagens em nossos ambientes familiares, de trabalho, de estudo e de lazer.

É preciso assumir a responsabilidade pelo lixo que produzimos e buscar alternativas para minimizar seu impacto no meio ambiente.

Aquele cotonete que você usa todo dia para limpar o ouvido, o sachê de molho que acompanha a comida pedida pelo aplicativo, a bexiga e os copos das festas de aniversário, as embalagens de presente ou até mesmo aquele mexedor que você usa para misturar o café na padaria são responsáveis por gerar um nocivo impacto ambiental.

Faça sua parte!


Últimas

Dicas de Reciclagem

Brasil produz 2,4 milhões de toneladas de eletrolixo por ano

Entenda o que é saiba onde descartar lixo eletrônico na cidade de São Paulo

18/06/2024
Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024