Programa incentiva troca de recicláveis por comida em Santo André

06/09/2019

Imagem - Em 2018, a ação superou a marca de 50 toneladas de resíduos coletados na região. Foto: Moeda Verde

Em 2018, a ação superou a marca de 50 toneladas de resíduos coletados na região. Foto: Moeda Verde

Em Santo André, município da Grande São Paulo, a Prefeitura criou o projeto Moeda Verde, que consiste na troca de lixos recicláveis por alimentos hortifrúti. A ação tem como objetivo conscientizar os moradores da região sobre a separação e descarte correto dos resíduos secos e o consumo consciente.

A cada 5 quilos de material reciclável entregue nos pontos móveis de coleta do projeto, o cidadão recebe 1 quilo de alimento hortifrúti. Os alimentos entregues são adquiridos no Banco de Alimentos e na Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André).

As trocas acontecem a cada 15 dias, das 14h às 16h em sete pontos diferentes: Núcleo dos Ciganos/Vila Metalúrgica (Utinga), Núcleo Capuava, Núcleo Jd. Cipreste (Jardim Irene), Núcleo dos Eucaliptos (Cata Preta), Núcleo Morro Vista Alegre – Kibon (Cassaquera), Núcleo Jardim Santa Cristina e Núcleo Jd. Cristiane & Gaturama (Jardim Cristiane). A operação beneficia cerca de 14 mil moradores.

Todo material entregue é enviado às cooperativas de reciclagem parceiras da autarquia. Em 2018, a atividade superou a marca de 50 toneladas de resíduos coletados na região. Recentemente, o programa o ganhou um hotsite com todas as informações sobre o projeto.

Confira aqui as datas de coleta do Moeda Verde para 2019.

 

Fontes: Metro Jornal, Prefeitura de Santo André, Moeda Verde

 

Texto produzido em 06/02/2019

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados