São Paulo vai construir 400 jardins de chuva até 2024

12/01/2022

Imagem - Exemplo de jardim de chuva. Foto: Beekeepx / Shutterstock.com

Exemplo de jardim de chuva. Foto: Beekeepx / Shutterstock.com

A Prefeitura de São Paulo promete construir 400 jardins de chuva em diferentes pontos da cidade até 2024.

Até o momento, já foram instalados 163 desses equipamentos que ampliam a permeabilidade do solo, auxiliam no escoamento das águas e minimizam os efeitos de alagamentos.

No começo do último mês de novembro, o prefeito Ricardo Nunes esteve na região da Capela de Socorro para fazer a entrega de três desses jardins.

Segundo Nunes, somente em 2021 foram entregues 47 aparelhos. “Além de aumentar as áreas de drenagem e deixar a cidade mais bonita, com os jardins, elevamos o índice de cobertura vegetal no município”, disse o prefeito.

Ainda de acordo com a equipe de Nunes, desde 2017 a Prefeitura entregou 163 jardins de chuva, sendo os três últimos na Capela do Socorro.

Na opinião do prefeito, se comparada à construção de piscinões, a obra é muito mais simples de ser executada.

“E por estar presente em várias áreas da cidade, tem uma eficiência muito boa”, explicou.

Jardins de Chuva

Os jardins de chuva são construções que têm o objetivo de ampliar a permeabilidade urbana e minimizar os efeitos do escoamento superficial.

Além de coletar e reter as águas, os jardins contribuem para a minimização dos efeitos de enchentes e alagamentos e deixam São Paulo mais florida. 

Os espaços também filtram os poluentes da água da chuva por meio da vegetação, evitando, assim, que entre nos bueiros sem tratamento.

Outras intervenções com a mesma função de captação de água são as vagas verdes, biovaletas, escadarias verdes, poços de infiltração, land art e bosques de conservação urbana. 

Texto produzido em 12/1/2021

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados