Recicla Sampa - Startup cria camiseta capaz de reduzir gases de efeito estufa
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Startup cria camiseta capaz de reduzir gases de efeito estufa

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Camiseta da Vollebak. Foto: Divulgação

A indústria da moda é a segunda mais poluidora do mundo, responsável por 10% das emissões de carbono, de acordo com dados da Forbes de 2015.

Aproximadamente 70 milhões de barris de petróleo são necessários a cada ano para produzir poliéster, a fibra atualmente mais usada na fabricação de roupas, que demora cerca de 200 anos para se decompor no meio ambiente.

Como uma alternativa sustentável, a Vollebak, startup inglesa de roupas sustentáveis, desenvolveu uma camiseta com um conceito ecológico. Feita de eucalipto e algas pretas, ela é capaz de reter dióxido de carbono, gás responsável pelo efeito estufa, por um período de até cem anos.

O tecido é feito com a polpa de madeira de árvores de eucalipto, faia e abeto. Todas manejadas de maneira sustentável para virarem fios. No processo, mais de 99% da água e do solvente usados para transformar a celulose em fibra são reciclados e reutilizados.

Depois, a camiseta é tingida com uma tinta preta produzida a partir das algas. Na natureza, elas geralmente crescem em lagos e se alimentam da luz solar e do dióxido de carbono.

Ao contrário do negro de fumo,  pigmento mais usado para tingir as roupas e outros pertences de preto e que é derivado do petróleo, a tinta obtida das algas não é perigosa para o meio ambiente e ainda ajuda a conter o dióxido de carbono que esses organismos absorveram durante a vida por até cem anos.

O descarte da peça também não é um problema, já que em contato com o solo ela se decompõe em cerca de 12 semanas e apenas a tinta permanecerá em um estado quase imperceptível, seguro e não tóxico.

De acordo com a empresa, trata- se da primeira tentativa com esse tipo de tinta em uma camiseta. Ainda não foi inventado um corante de algas pretas.

Portanto, a cor da camiseta é cinza escuro, já que o material base do tecido é uma polpa de árvore de cor bege não tratada e a mistura com a tinta das algas acaba resultando na cor cinza escuro da peça.

Por enquanto, a camiseta está disponível apenas no site da marca por um valor bem salgado de $110 (mais de R$500) e pode ser entregue, inclusive no Brasil, com frete grátis.

Texto produzido em 20/9/2021


Últimas

Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024
Notícias

O que é Ecodesign e qual sua importância para a sustentabilidade

Tendência busca minimizar impactos ambientais durante o ciclo de vida dos produtos

12/06/2024