Recicla Sampa - Startup transforma casca de coco em isolante parecido com isopor
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Startup transforma casca de coco em isolante parecido com isopor

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Jovens filipinos desenvolveram tecnologia para fabricar caixas térmicas sustentáveis. Foto: Divulgação / Fortuna Cools

A natureza é verdadeiramente fascinante e ao observá-la podemos aprender bastante e buscar formas sustentáveis de vida.

Um exemplo notável desse princípio é encontrado nos cocos, cujas cascas se revelaram recentemente como excelentes isolantes térmicos naturais.

E foi uma startup das Filipinas, país com alta produção do fruto, que descobriu essa incrível capacidade e desenvolveu um cooler térmico ecológico.

Tudo começou com os jovens David Cutler e Tamara Mekler em 2018. A ideia era encontrar opções para o poliestireno expandido, que é um tipo de plástico, e atender uma demanda dos pescadores locais.

“Os comerciantes de peixes e frutos do mar reclamavam de gastar dinheiro com caixas térmicas frágeis e descartáveis, mas eles não podiam investir em alternativas caras e premium”, explica Cutler.

Neste contexto, foi idealizado um produto mais durável, mais barato e com melhor isolamento do que as alternativas de espuma plástica. Além disso, o forro impermeável é feito com tecidos reciclados.

Em resumo, com boa vontade e muita imaginação, a Fortuna Cools resolveu dois problemas do seu país: encontrou uma nova função para os resíduos da indústria do coco e minimizou o impacto do isopor no meio ambiente.

Isopor é reciclável?

Sim, é lixo reciclável e tem reciclabilidade na capital de São Paulo. Ou seja, tem valor no mercado da reciclagem e interessa para nossas cooperativas cadastradas no Programa Socioambiental de Coleta Seletiva da Prefeitura.

Mas para garantir a reciclagem do material, que é um derivado do plástico (PP), ele precisa estar limpo. Quer dizer que não dá para simplesmente deixar restos de alimentos e de molhos, fechar e descartar junto com os outros recicláveis.

Assim como muitos resíduos, você precisa dar um tapa e retirar o máximo das sobras antes de colocar o isopor na lixeira.

DICA DE RECICLAGEM

Usar um pano úmido e um pouco de água de reuso pode resolver o seu problema. Muitas vezes, dá para tirar as sobras com o guardanapo que você usou na refeição.

Agora, se não der para retirar os excessos, o indicado é descartar no lixo comum.

Assim, você evita a contaminação dos outros materiais recicláveis, além da presença de ratos e baratas no espaço de armazenamento.


Últimas

Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024
Notícias

O que é Ecodesign e qual sua importância para a sustentabilidade

Tendência busca minimizar impactos ambientais durante o ciclo de vida dos produtos

12/06/2024