Tailândia substitui embalagens plásticas por folhas de bananeira

09/08/2019

Imagem - As fibras naturais, além de ser algo barato, também podem ser compostadas após o uso. Foto: Perfect Homes Chiangmai

As fibras naturais, além de ser algo barato, também podem ser compostadas após o uso. Foto: Perfect Homes Chiangmai

O Supermercado Rimping, em Chiang Mai, na Tailândia, decidiu entrar na luta contra os plásticos de uso único e resolveu substituir o item por um elemento bem criativo para embalar suas mercadorias: folhas de bananeira. A alternativa demonstrou ser bastante eficaz e tem feito sucesso entre os clientes.

A embalagem ecológica está sendo utilizada para envolver frutas, legumes, verduras e outros alimentos do setor de hortifruti. O material, além de orgânico e biodegradável, também é muito resistente e impermeável: pode ser dobrado e enrolado, além de suportar grandes variações de temperaturas.

Para fechar os pacotes, o estabelecimento utiliza laços de fibras naturais, que também são ecologicamente corretos, já que podem ser compostados. Ao contrário do plástico, que demora mais de 400 anos para se decompor. Com todas essas vantagens, a ideia da utilização de folhas de bananeira também é viável economicamente, já que é um item barato.

Em regiões tropicais, a banana é um fruto em abundancia e suas folhas podem ser facilmente coletadas ou adquiridas gratuitamente. Não seria ótimo se mercados brasileiros também adotassem as folhas de bananeiras como aliadas no combate aos plásticos descartáveis?

Na internet, a iniciativa surpreendeu os internautas, após uma empresa imobiliária da região compartilhar fotos das embalagens no Facebook. A publicação já conta com mais de 17 mil compartilhamentos.

 

Fontes: Forbes Brasil,Ciclo Vivo

 

Texto produzido em 25/07/2019

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados