A coleta dos Resíduos de Serviços de Saúde

26/02/2021

Imagem - Coleta dos resíduos dos serviços de saúde. Foto: Antônio Brasiliano

Coleta dos resíduos dos serviços de saúde. Foto: Antônio Brasiliano

São Paulo é uma das maiores cidades do mundo. E dos seus 12 milhões de habitantes, cerca de 7 milhões dependem exclusivamente do SUS, que gera toneladas de Resíduos de Serviços de Saúde todos os anos.

Além disso, são milhares de hospitais e clínicas particulares, tatuadores, veterinários, dentistas, entre outros estabelecimentos, grandes e pequenos geradores de RSS, espalhados pelos quatro cantos da capital. 

Mas São Paulo tem um sistema especial de coleta para RSS? E como a Prefeitura faz para recolher de forma adequada esses resíduos, alguns muito perigosos para a saúde e para o meio ambiente?

Bom, a resposta é sim. A cidade conta com um amplo e moderno esquema de coleta, transporte e destinação correta dos Resíduos de Serviços de Saúde. O trabalho é realizado por duas concessionárias: a Loga e a Ecourbis.

É exatamente esse importantíssimo trabalho, exemplo de eficiência no Brasil, que vamos apresentar em detalhes no documentário. 

Em breve você confere o doc no site, nas redes e no canal do Youtube do Recicla Sampa!  

Texto produzido em 22/02/2021

Tags: matérias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados