Recicla Sampa - Balões e bexigas de festa são recicláveis?
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Balões e bexigas de festa são recicláveis?

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Apesar de serem recicláveis, balões e bexigas ainda não têm reciclabilidade. Foto: exopixel / shutterstock.com

Como diz o pessoal do Menos Um Lixo: pequenos resíduos, grandes problemas! Esse é o caso dos populares balões e bexigas de festa, que apesar de serem recicláveis, não tem reciclabilidade.

Ou seja, esses resíduos não interessam para o mercado da reciclagem, são considerados rejeitos e acabam sempre nos aterros sanitários, isso quando não são descartados nas praias e florestas.  

Mas olha só, é importante destacar que as bexigas geralmente são produzidas em látex ou nylon.

Por ser biodegradável, o látex é um pouco menos agressivo para o meio ambiente, mas demora de seis meses a quatro anos para se decompor e isso é tempo suficiente para causar um belo estrago.

Quando esses materiais chegam aos oceanos, por exemplo, eles são confundidos com alimentos, principalmente pelas tartarugas, e é comum encontrar espécimes que tenham morrido de inanição em função da ingestão de balões de festa.

Em resumo, as bexigas são itens descartáveis e incluem a lista de objetos de uso único que devemos banir do nosso cotidiano com urgência.

Já existem opções sustentáveis muito bacanas para você substituir pelas tradicionais e manter a decoração das festas impecável, até mais bonita!

Repense seus hábitos de consumo! Recuse itens de uso único!

Reciclável X Reciclabilidade

Existem resíduos sólidos que são recicláveis, mas não têm reciclabilidade.

Ou seja, são caros demais para reciclar, difíceis de coletar ou ainda não há tecnologia ou iniciativas para o seu reaproveitamento em larga escala.

Bons exemplos são os cotonetes, as esponjas de lavar louça e o papel filme.

Até mesmo alguns plásticos de uso único, como aqueles das colheres e mexedores de bebidas, são na teoria recicláveis, mas não tem reciclabilidade.

Importante destacar que muitas vezes a reciclagem não só fica mais cara do que a produção com matérias primas virgens, como impacta o meio ambiente na mesma proporção, ou até mais.

Em resumo, os materiais que não têm reciclabilidade são aqueles que ainda não interessam para as empresas do setor e na melhor das hipóteses acabam nos aterros sanitários.

Isso quando não acabam no meio ambiente e demoram séculos para se decompor, caso dos plásticos de uso único citados acima.

Portanto, o ideal é sempre pesquisar sobre o que é reciclável na prática, não apenas na teoria.

É importante também cobrar os nossos fabricantes preferidos para que eles respeitem a Política Nacional dos Resíduos Sólidos e se responsabilizem pelos produtos e embalagens que colocam no mercado.

Além, claro, de dar preferência para empresas responsáveis ambientalmente, que procuram soluções sustentáveis para minimizar o impacto das suas atividades no planeta.


Últimas

Notícias

Dia Mundial dos Catadores de Lixo Reciclável celebra luta da categoria

Data promove reflexão sobre responsabilidade coletiva em dar dignidade aos trabalhadores

01/03/2024
Notícias

Cidades do futuro e os caminhos para um mundo sustentável

Demandas apontam para harmonia entre desenvolvimento urbano e preservação ambiental

29/02/2024
Notícias

Projeto de lei quer celulares com baterias removíveis e substituíveis

Regra evitaria que milhões de aparelhos sejam inutilizados e descartados precocemente

28/02/2024
Dicas de Reciclagem

Como a reciclagem do lixo ajuda o meio ambiente

Entenda por que separar corretamente o lixo reciclável contribui para um mundo sustentável

27/02/2024