Recicla Sampa - Canadá vai proibir uso e fabricação do plástico de uso único
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Canadá vai proibir uso e fabricação do plástico de uso único

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Nova lei expressa vontade da população, que não aguenta mais ver lixo plástico. Foto: Mitand73 / shutterstock.com

O governo do Canadá anunciou recentemente que vai proibir empresas de fabricarem e importarem sacolas plásticas e caixas de isopor até o fim deste ano.

A mudança na legislação prevê também a proibição de embalagens fabricadas a partir de matérias-primas plásticas até o final de 2023 e sua exportação até o final de 2025.

As novas regras incluem ainda a proibição de talheres, palitos e revestimentos de embalagens plásticas em geral.

“Apenas 8% do plástico que jogamos fora é reciclado e 43 mil toneladas de plásticos descartáveis acabam no meio ambiente todos os anos”, revelou ao jornal The Guardian o Ministro da Saúde canadense, Jean-Yves Duclos.

“A população canadense foi muito clara com a gente. Eles estão cansados de ver lixo plástico em parques, ruas e outros locais”, completou Duclos.

Infelizmente, ficaram de fora das novas regras as embalagens plásticas para bens de consumo, consideradas a principal fonte de resíduos plásticos do mundo.

Mas o Canadá vai garantir que todas as embalagens plásticas fabricadas no país contenham pelo menos 50% de material reciclado até 2030.

Crise do lixo plástico

A quantidade de plástico produzida globalmente pode triplicar até 2060, com cerca de metade dos resíduos descartados em aterros sanitários e menos de um quinto reciclado, de acordo com um novo relatório da OCDE divulgado recentemente.

Segundo o Global Plastics Outlook: Policy Scenarios to 2060, sem uma estratégia radical para conter a demanda, aumentar a vida útil dos produtos e melhorar a reciclabilidade dos materiais, a poluição plástica não vai parar de crescer.

Em números, o documento projeta que o consumo global de plásticos deve subir de 460 milhões de toneladas em 2019 para 1.231 milhões de toneladas em 2060.

Esse crescimento será mais rápido nos países em desenvolvimento e emergentes da África e da Ásia, mas os países da OCDE ainda vão liderar a geração de lixo plástico por pessoa.

Cada cidadão de um país da OCDE deve gerar 238 quilos de resíduos plásticos por ano em média, enquanto os cidadãos do terceiro mundo vão gerar cerca de 77 quilos.

Se nada for feito, o descarte de plástico no meio ambiente deve dobrar, enquanto o acúmulo de resíduos em lagos, rios e oceanos mais do que triplicará no mundo todo.

Texto produzido em 13/7/2022


Últimas

Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024
Notícias

O que é Ecodesign e qual sua importância para a sustentabilidade

Tendência busca minimizar impactos ambientais durante o ciclo de vida dos produtos

12/06/2024
Notícias

São Paulo tem o maio mais quente em 81 anos

Entenda como a reciclagem contribui para conter o aquecimento global

11/06/2024