Casa da Moeda britânica vai garimpar lixo eletrônico em busca de ouro

26/10/2021

Imagem - Componentes eletrônicos com peças de ouro. Foto: aquatarkus / Shutterstock.com

Componentes eletrônicos com peças de ouro. Foto: aquatarkus / Shutterstock.com

O governo britânico anunciou na última semana um acordo com a casa da moeda Royal Mint e a Excir Meta, startup especializada em recuperar metais preciosos nos circuitos de celulares antigos, para garimpar o lixo eletrônico dos aterros do país em busca de ouro.

Segundo um relatório do Fórum Econômico Mundial, a riqueza escondida nos aterros do Reino Unido supera os R$ 340 bilhões e todo o ouro encontrado será destinado para a fabricação de moedas em libras esterlinas.  

Para realizar essa proeza, a Excir informa que vai utilizar técnicas químicas de última geração e promete extrair o metal com pureza de 24 quilates.

Futuramente, a meta é recuperar outros metais presentes nos aparelhos descartados incorretamente, como cobre, paládio e prata.

A novidade é muito positiva para o desenvolvimento sustentável do planeta, já que recupera e recicla o metal precioso mais famoso da história.

Além disso, a iniciativa indica um novo caminho para minimizar o impacto ambiental da montanha de lixo eletrônico acumulado no mundo, estimada em cerca de 57 milhões de toneladas.

De acordo com informações do TecMundo, que deu o furo de reportagem, a tecnologia empregada é inédita e as medidas vão baratear o processo.

Até então, para recuperar o ouro dos circuitos eletrônicos era necessário investir altas quantias, já que a técnica envolvia o envio do metal para outros países, onde seria processado em temperaturas altíssimas.  

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados