Conheça os 7 biomas que mantêm o equilíbrio da Terra

25/04/2019

Imagem - Foto: Rosario Xavier / Pixabay

Foto: Rosario Xavier / Pixabay

Muita gente não sabe, mas a produção de plástico polui o meio ambiente. Para fabricá-lo, há uma alta emissão de gases poluentes das indústrias. Esses gases contribuem para o efeito estufa, principal causador do aquecimento anormal do planeta.

O aquecimento global só não fica mais radical porque existem ecossistemas no mundo que equilibram sua temperatura. Porém, esses biomas estão sendo ameaçados pelo desmatamento irrefreável, o que prejudica o equilíbrio da sobrevivência humana.

Quando falamos de bioma, a Amazônia é a primeira a ser lembrada. Em contrapartida, ela não daria conta de manter a balança planetária em ordem sozinha. Existem outros ecossistemas muito importantes que ajudam na harmonia do sistema ambiental planetário. São eles:

  1. Savana do Cerrado

É a savana de maior biodiversidade do mundo e abriga 5% das plantas e animais da Terra: onças-pintadas, tamanduás gigantes, lobos-guará e tatus vivem nesse ecossistema.  Ele também oferece serviços essenciais para a humanidade, como armazenar as imensas quantidades de carbono originadas do gás carbônico atmosférico.

Nas últimas décadas, a expansão da produção da carne bovina e da soja impulsionaram o rápido desmatamento em toda a região. Essas atividades liberam cerca de 250 milhões de toneladas de gases de efeito estufa por ano, o equivalente a 28 bilhões de galões de gasolina.

A ponta de esperança para amenizar essa questão é que o WWF, uma ONG internacional comprometida com a conservação da natureza, fez parceria com algumas das maiores empresas de alimentos do mundo, bem como agricultores locais, para deter o desmatamento no Cerrado e promover a produção sustentável de soja.

  1. Bosques de miombo

Elefantes, girafas, rinocerontes, zebras e outros animais silvestres vivem pelos bosques de Miombo que cobrem grande parte da África. O nome miombo vem das grandes árvores que habitam o local. O ecossistema tem duas vezes o tamanho do Alasca e é composto de campos tropicais, savanas e matagais. O lugar ainda está intacto e pouco povoado, porém já cresce na África o desenvolvimento da agricultura, da pecuária e da produção de carvão que ameaça a existência do bioma.

Com as árvores que são cortadas e queimadas fica mais difícil conter o efeito estufa. Para socorrer essa região, Ongs ambientais já estão trabalhando na conservação dessas florestas, que são essenciais para as comunidades locais e também mundiais.

  1. Florestas de Amur-Heilong

Atravessando a fronteira da China com a Rússia, o Amur-Heilong é uma das florestas mais biologicamente diversificadas do planeta. Ela é do tamanho do Texas, nos Estados Unidos, e abriga uma das espécies mais ameaçadas do mundo, o leopardo. O local também corre perigo devido ao desmatamento e à extração de madeira.

  1. Região do Grande Mekong

A região se estende do planalto tibetano até as costas do Vietnã. Esse ecossistema apresenta uma diversa vida selvagem rara, florestas de mangue e é o maior habitat de tigres do mundo. Porém, nos últimos 50 anos, o Grande Mekong perdeu mais de um terço de suas florestas por causa da expansão agrícola e do rápido desenvolvimento econômico. Se isso continuar, milhões de acres de terra serão desmatadas até 2030. A construção de usinas hidrelétricas também tem ameaçado a biodiversidade das águas fluviais e prejudicado as comunidades locais que dependem dos rios para sobreviver.

  1. Florestas da Nova Guiné

Depois da Amazônia e do Congo, as florestas da Nova Guiné são as terceiras maiores do mundo. Ela conta com espécies raras que só são encontradas no local, incluindo cangurus, pombos gigantes e as várias espécies de orquídeas que não têm em nenhum outro lugar do mundo. Embora grande parte das florestas da Nova Guiné ainda esteja preservada, a produção do cacau, café e óleo de palma tem ameaçado devastar 17 milhões de acres da floresta até 2030.

Para evitar práticas agrícolas insustentáveis, as empresas são obrigadas a obter certificações ambientais que garantem a preservação das florestas.

 

  1. Florestas do leste da Austrália

A maior parte da Austrália é deserta, porém existem florestas tropicais e temperadas ao longo da costa leste do país que abrigam uma grande biodiversidade de milhares de espécies de plantas e mais de 150 espécies de mamíferos, anfíbios, répteis e pássaros que não são encontrados em nenhum outro lugar do mundo.

As florestas do continente estão sendo desmatadas pela pecuária e pela agricultura. Com o desmatamento, pesticidas podem escoar rapidamente para a Grande Barreira de Corais dos mares australianos, desequilibrando o ecossistema marinho. Isso acarreta no aumento da temperatura oceânica e no branqueamento dos corais.

 

  1. Grandes Planícies do Norte

Aproximadamente há 200 anos, 60 milhões de búfalos corriam livremente pelas planícies dos Estados Unidos. Depois do rápido crescimento econômico, os animais foram reduzidos para 30 mil. A vegetação perdeu mais habitats naturais do que a floresta amazônica. Para manter a região que resta, Ongs americanas incentivam fazendeiros ao manejo sustentável da terra para restauração de espécies nativas.

Fonte: WWF

Texto produzido em 13/10/2018

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados