Recicla Sampa - Família Schurmann: sustentabilidade e reciclagem no veleiro Kat
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Família Schurmann: sustentabilidade e reciclagem no veleiro Kat

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Embarcação foi pensada para produzir pouco lixo e reaproveitar tudo que for possível. Foto: Divulgação

Para quem não conhece, os Schurmann são uma família de velejadores brasileiros que vivem pelos oceanos do mundo há décadas.

Em agosto de 2021, a bordo do veleiro Kat, eles partiram de Santa Catarina para sua mais nova aventura. Uma expedição batizada de Voz dos Oceanos, prevista para terminar em 2023 na Nova Zelândia.

Os objetivos são testemunhar e registrar o impacto das ações humanas nos mares do planeta. O foco é o combate à poluição plástica, que parece cada vez mais fora de controle.

Mas não é só isso. Eles também querem encontrar e apresentar soluções inovadoras, além de conscientizar e engajar as pessoas sobre a necessidade de ações urgentes contra a crise ambiental.

“O projeto envolverá cientistas, ambientalistas, ONGs, o setor privado, governos e a sociedade civil, com propostas para reverter o cenário de destruição dos mares”, explica o site da iniciativa, que conta com apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente e da Fundação Sopa de Plástico.

Kat e os ventos da sustentabilidade

Para a expedição Voz dos Oceanos, os Schurmann idealizaram uma embarcação sustentável, pensada para produzir pouco lixo e reaproveitar tudo que fosse possível.

A energia utilizada a bordo do Kat vem de fontes limpas, com painéis solares e eólicos. Todas as lâmpadas instaladas no veleiro são LED e as baterias de lítio.

“A gente quer mostrar que é possível fazer mesmo no cantinho da sua casa, sabe? Você consegue se organizar de um jeito sustentável. A gente também tem duas pequenas hortas, faz compostagem e temos uma máquina de triturar vidro”, conta Heloísa Schurmann, mãe da família.

Já Erika Cembe Ternex, tripulante italiana responsável pela cozinha e logística da expedição, explica que todos os resíduos gerados na embarcação são separados para que tenham um fim adequado.

“A gente separa o nosso lixo em papel, plástico e lata e temos também uma compactadora. Depois de separar, a gente consegue compactar em até 80%. No barco, o desafio do espaço é muito grande e quando se está no mar por 15 dias seguidos, não tem um lugar para onde você levar o lixo, sabe?”, brinca Erika.

Clique aqui e fique por dentro do dia a dia da expedição Voz dos Oceanos


Últimas

Dicas de Reciclagem

Brasil produz 2,4 milhões de toneladas de eletrolixo por ano

Entenda o que é saiba onde descartar lixo eletrônico na cidade de São Paulo

18/06/2024
Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024