Fatos e estatísticas sobre reciclagem de papel - Recicla Sampa
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Compartilhar - WhatsApp Compartilhar - Facebook Compartilhar - Twitter Compartilhar - Linkedin

Fatos e estatísticas sobre reciclagem de papel

24 de Junho de 2022,16h00

Foto1
Organizamos um resumo para você ficar por dentro dos detalhes da reciclagem de papel. Foto: Ulrich Mueller / shutterstock.com

O site do Fórum Econômico Mundial publicou nesta semana alguns fatos e estatísticas sobre a reciclagem de papel e o Recicla Sampa organizou um resumo para você ficar por dentro de tudo.

Primeiro é importante destacar que o papel é um dos materiais mais reaproveitados do mundo, sendo responsável por metade de tudo o que é coletado para a reciclagem em peso.

Mais de 50 milhões de toneladas de papel foram encaminhadas para a reciclagem em 2021, uma taxa de 68% do que foi colocado no mercado.

Em 2021, 91,4% do papelão ondulado, esse em que a gente recebe boa parte das nossas encomendas de e-commerce, por exemplo, foi reciclado.

Por sinal, quase metade do papel reciclado em 2021 foi usado para fazer essas caixas de papelão.

No contexto da economia circular, a reciclagem de papel é um exemplo de como programas deste tipo podem dar certo.

Reciclagem de papel no Brasil

Segundo a Associação Nacional dos Aparistas de Papel (ANAP), a reciclagem de papel é praticada no Brasil desde o início do século passado.

Já a Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) afirma que o Brasil figura entre os principais países recicladores de papel do mundo.

Os números indicam para cerca de cinco milhões de toneladas de diferentes tipos do material recicladas por ano.

A taxa de recuperação estimada é superior a 65% de todo o papel consumido, equivalente à média mundial.  

Considerando só o papelão ondulado, esse índice fica em torno de 85%.

Foto1
A reciclagem de papel é um exemplo de como programas de logística reversa podem dar certo. Foto: @role_sp

Como funciona a reciclagem de papel

Se a produção utiliza o manejo sustentável, com árvores de reflorestamento, por quê devemos reciclar o papel?

É uma lógica simples: quanto mais papel é reciclado, menos madeira é usada para a produção de novos produtos, ou seja, um número menor de árvores é derrubado e menos gases do efeito estufa são lançados na atmosfera.

Sem falar que quase metade do papel ainda vai parar em aterros sanitários. Lá, ele pode demorar muito mais tempo para se decompor e liberar um gás poluente chamado metano, vilão do aquecimento global.

Apesar de ser benéfico para a natureza, a cada reciclagem o papel vai perdendo sua qualidade. Para mantê-la, é necessário conservar o comprimento das fibras da celulose.

Dessa forma, quanto mais vezes o papel passar pela reciclagem, mais curta serão suas fibras.

Estima-se que o papel pode ser reciclado até cinco vezes e o produto final é útil para quase qualquer fim, exceto o armazenamento de alimentos e bebidas. Para isso, o papel precisa ser virgem.

Texto produzido em 24/6/2022

Ícone - Carta

Receba nosso conteúdo


Últimas

Notícias

Com alta reciclabilidade, cobre é um resíduo valioso

Furto de cabos de semáforos na cidade de SP subiu 47% no primeiro semestre de 2022

03/08/2022
Notícias

Saiba como descartar o lixo de forma correta

É muito fácil separar os diferentes tipos de resíduos e começar a reciclar

02/08/2022
Notícias

Comissão da Câmara debate reciclagem de carros velhos no Brasil

Apenas 1,5% do carros velhos são reciclados no país; na Europa, índice chega a 85%

01/08/2022
Notícias

Maior parte do plástico de delivery não é reciclada, revela estudo

Dados inéditos indicam aumento de 46% de plástico enviado nos pedidos

29/07/2022