Recicla Sampa - Fernando de Noronha proíbe plástico e isopor na ilha
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Fernando de Noronha proíbe plástico e isopor na ilha

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Fernando de Noronha. Foto: guilhermespengler/shutterstock.com

A partir de abril de 2019, está proibida a entrada, venda e uso de canudos, talheres e copos descartáveis, sacolas plásticas, garrafas plásticas de bebidas com capacidade inferior a 500 ml e isopor em Fernando de Noronha. Isso porque acaba de ser assinado um decreto pelo administrador geral do distrito estadual, Guilherme Rocha, com o objetivo de reduzir o lixo na Ilha, que ainda é um problema.

As normas se aplicam a todos os estabelecimentos e atividades comerciais, além de moradores e turistas. Em entrevista para a Folha de S. Paulo, Rocha afirma que será elaborado um plano de ação para orientar os moradores, turistas e empresários, levando em consideração a adaptação dos hábitos e utilização desses materiais. Passado o período de conscientização e adequação, a fiscalização será realizada pelas Superintendências de Saúde, através da Vigilância Sanitária, e de Meio Ambiente da Autarquia Territorial Distrito Estadual de Fernando de Noronha.

A medida adotada cumpre uma etapa do Termo de Compromisso Ambiental (TCA) firmado com o Ministério Público de Pernambuco, referindo-se à minimização do uso de embalagens, sacolas plásticas e descartáveis, assegurando o cumprimento da Política Nacional e Estadual de Resíduos Sólidos no arquipélago. Os infratores ficam passíveis de notificações, apreensão de material, multas e cassação do alvará.

Para Rocha, Noronha precisava de uma ação ambiental impactante como essa. "Diante de todos os apelos ambientais que o mundo vive, a ilha é a que mais incorpora a filosofia da preservação do meio ambiente”, comenta em entrevista ao jornal Diário de Pernambuco.

Quando tolerado?

De acordo com o Decreto, o uso do plástico será aceito apenas em seis situações, sendo elas:

Leia o decreto na íntegra aqui.

Fontes: Folha de S. Paulo, Diário Oficial do Estado de Pernambuco, Diário de Pernambuco

Texto produzido em 19/12/2018


Últimas

Notícias

Plataforma inclusiva busca impulsionar reciclagem no Brasil

Reciclar pelo Brasil atua com foco na regularização e profissionalização de cooperativas

28/05/2024
Notícias

Catadores se mobilizam pela reciclagem de papel no Brasil

Representantes da indústria e do governo federal receberam entidades do setor em Brasília

27/05/2024
Notícias

Coopercaps e colégio Portinari promovem coleta de lixo eletrônico

Urnas serão instaladas na próxima quarta-feira na instituição de ensino da zona sul

24/05/2024
Notícias

Enchentes devem gerar 47 milhões de toneladas de lixo no RS

Estimativas indicam cerca de 19 milhões de toneladas de escombros de casas e edifícios

23/05/2024