Recicla Sampa - Imposto para fabricantes de plásticos entra em vigor no Reino Unido
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Imposto para fabricantes de plásticos entra em vigor no Reino Unido

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Governo acredita que a taxa deve incentivar o desenvolvimento de novas tecnologias de reciclagem. Foto: Roman Striga / shutterstock.com

Entra em vigor no Reino Unido no dia 1 de abril um novo imposto que se aplicará às embalagens plásticas fabricadas no país ou importadas que não contenham pelo menos 30% de plástico reciclado.

Ou seja, a partir desta sexta-feira, as empresas que fabricam ou importam dez toneladas ou mais de itens plásticos por ano serão tributadas em 200 euros por tonelada. O governo estima em 20 mil empresas e importadores impactados.

Ainda de acordo com o governo britânico, o objetivo não é aumentar a arrecadação, mas criar um instrumento de incentivo econômico para que o mercado utilize plásticos reciclados na produção de diferentes itens, principalmente de embalagens.

O governo também acredita que a nova taxa deve incentivar o desenvolvimento de novas tecnologias e impulsionar toda a cadeia de reciclagem dos tipos de resíduos plásticos que ainda acabam nos aterros sanitários ou são destinados à incineração.

Chefe global de soluções em economia circular da SAP, gigante mundial especializada em sustentabilidade, Stephen Jamieson informa ser este o primeiro imposto sobre plásticos com impacto global.   

Stephen afirma ainda que o Reino Unido passa a ser o precursor de um movimento mundial que reforça o princípio de responsabilidade compartilhada entre fabricantes, consumidores e governos.

“Com esse imposto, o governo desestimula o uso de materiais insustentáveis, incentiva o valor de mercado do plástico reciclável e promove os valores da economia circular”, avalia Jamieson.

“A verdade é que o imposto é o início de uma mudança radical que vai estimular investimentos na economia circular e transformar cadeias de suprimentos globais”, destaca Susan Galer, repórter especializada da Forbes.

Um estudo divulgado recentemente pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) apontou que apenas 9% dos 353 milhões de toneladas de resíduos plásticos do mundo foram reciclados em 2019.

Ainda de acordo com os dados da pesquisa, das 460 milhões de toneladas produzidas em 2019, 353 milhões acabaram nos aterros sanitários ou na natureza.

No último mês de março, representantes de 175 nações, reunidas na Assembleia da ONU para o Meio Ambiente, concordaram em começar a escrever um tratado global para tentar conter a poluição por resíduos plásticos.

Especialistas afirmam que esse é o tratado mais importante desde o Acordo de Paris em 2015, quando houve consenso em reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

Texto produzido em 29/03/2022


Últimas

Notícias

Um caminhão de roupas é descartado por segundo no mundo

Indústria da moda é responsável por 10% das emissões de gases do efeito estufa

22/02/2024
Dicas de Reciclagem

Iniciativa instala pontos de coleta de lixo eletrônico em estações da CPTM

Pontos de Entrega Voluntária ficarão instalados em cinco estações até 29 de março

21/02/2024
Notícias

Reciclagem não é solução para crise do lixo plástico

Relatório revela que fabricantes reconhecem ineficiência da circularidade há décadas

20/02/2024
Notícias

Ministro Silvio Almeida recebe representantes dos catadores de recicláveis

Encontro discutiu importantes questões para os trabalhadores do setor da reciclagem

19/02/2024