Movimento Vá de Lata quer aumentar uso e reciclagem de latinhas no país - Recicla Sampa
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Compartilhar - WhatsApp Compartilhar - Facebook Compartilhar - Twitter Compartilhar - Linkedin

Movimento Vá de Lata quer aumentar uso e reciclagem de latinhas no país

27 de Fevereiro de 2020,12h00

Foto1
A importância do produto tem feito com que empresas multinacionais com sede no Brasil criem campanhas informativas para chamar a atenção da população para um consumo consciente. Foto: Craig Adderley / Pexels

O Brasil é campeão na reciclagem de latas de alumínio no mundo. Isso se deve ao alto valor comercial na revenda do material para fabricantes e também ao rápido retorno do produto às prateleiras após a reciclagem. A importância desse material tem feito com que empresas multinacionais instaladas no país criem campanhas informativas para chamar a atenção dos brasileiros para um consumo consciente.

É o caso da maior produtora de latas de alumínio reciclável para bebidas do mundo, a americana Ball Corporation, que chegou ao Brasil em 2016. Desde janeiro de 2018, a companhia criou o movimento Vá de Lata, uma campanha criativa que utiliza as redes sociais para divulgar conteúdos sobre a importância de escolher bebidas enlatadas na hora das compras e a necessidade de um descarte correto na lixeira para dar continuidade a uma cadeia de reciclagem.

Longe de querer comunicar de maneira formal e antiquada um assunto tão importante, a entidade optou por uma divulgação com linguagem informal e descontraída.

“Com um tom divertido, apostamos em conteúdos com memes e também em textos e vídeos de fácil compreensão. A finalidade é incentivar o consumidor a fazer boas escolhas para que ele saiba que a lata de alumínio é a melhor opção de consumo sustentável”, explica Thaís Moraes, gerente de comunicação da Ball Corporation.  

A iniciativa é algo necessário para movimentar a reciclagem desse material, já que cada brasileiro chega a beber 116 unidades de latinhas por ano, de acordo com a ABAL (Associação Brasileira do Alumínio). Se comparado com 2003, ano em que o Brasil começou a se destacar na reciclagem do alumínio, o consumo teve um aumento de 122% em 14 anos.

Na indústria, o Brasil é o terceiro maior produtor de latinhas de alumínio no mundo, só perdendo para a China e os Estados Unidos. Para se ter uma ideia da alta produção, só a Ball Corporation — há mais três grandes produtores no país: a irlandesa Ardagh, a polonesa CanPack e a americana Crown — fabricou aproximadamente 13,2 bilhões de latas para as principais marcas de bebidas.

De acordo com Thaís Moraes, a alta produção e consumo trouxeram maior adesão para o movimento. Segundo a gerente, a campanha teve uma proliferação imediata. Em menos de um ano, o Instagram teve mais de 10 mil seguidores, enquanto a página do Facebook ficou com mais de 25 mil curtidas. “Apostamos concentrar nosso conteúdo no meio digital, principalmente durante as épocas festivas, como o Carnaval”, explica.

Carnaval nas redes sociais

Para o Carnaval de 2019, o Vá de Lata fez uma campanha publicitária com o Porta dos Fundos, grupo de humor que faz sucesso nas redes sociais com a gravação de vídeos. Os esquetes se passavam em um bloco de Carnaval e o personagem vestido de lata, interpretado por Rafael Infante, se mostra uma embalagem interessante e atraente. “Aproveitamos o fato de que a reciclagem da lata acontece em dois meses e criamos um bordão com Rafael: ‘me dá um amasso que eu volto em 60 dias’”, explica a gerente. Assista ao vídeo aqui.

Outras apostas foram ações de longo prazo nas redes sociais que começaram desde o Réveillon, onde os influenciadores Thaynara OG, Foquinha e Marcos Veras receberam latinhas de presente do movimento, as descartaram corretamente e reencontraram as mesmas embalagens recicladas exatamente 60 dias depois, durante o Carnaval. “Queremos atingir o público da melhor forma possível, seja por meio dos milhões de seguidores que esses influenciadores possuem ou até mesmo presencialmente, participando das melhores festas com reportagens de rua, mídia gráfica e outras ações”, disse Thaís.

Principais comemorações do Brasil

Nas datas festivas do país o consumo de latas de bebidas pode dobrar e os catadores turbinam sua renda com a grande quantidade das embalagens coletadas. Para facilitar essa relação, no Carnaval, por exemplo, o Vá de Lata promoveu diferentes ações pelas festas de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco.  

Em Olinda, cidade de Pernambuco, o movimento apoiou um espaço comunitário para que as catadoras pudessem deixar os filhos em segurança enquanto coletavam latinhas durante o Carnaval. Já em Recife, a marca de cachaça Pitú, em parceria com a campanha, lançou uma coleção de latas limitadas com imagem de cantoras famosas da região que todo ano agitam O Galo da Madrugada, maior bloco de carnaval do mundo.

No Rio de Janeiro, o Vá de Lata levou para a reciclagem todo o material gerado durante os desfiles carnavalescos que aconteceram no Sambódromo da Marquês de Sapucaí. Para isso, a campanha levou uma cooperativa ao espaço e montou uma frente de trabalho que recolhia os materiais, os pesava e enviava para a reciclagem, além de realizar um trabalho de educação ambiental nas arquibancadas com muito diálogo, distribuindo sacolas recicláveis e ensinando o público a separar os resíduos sólidos e orgânicos durante a festa.

Mais de 30 toneladas de materiais recicláveis foram recolhidas durante o evento. As latas de alumínio corresponderam a 66% das embalagens coletadas. Já em São Paulo, o movimento patrocinou um bloco de carnaval que contava com a participação da banda Timbalada, do cantor Carlinhos Brown. “Carnaval de rua seguro é aquele com latinha na mão”, dizia Brown na festa.

Texto produzido em 09/05/2019

Ícone - Carta

Receba nosso conteúdo


Últimas

Notícias

Com alta reciclabilidade, cobre é um resíduo valioso

Furto de cabos de semáforos na cidade de SP subiu 47% no primeiro semestre de 2022

03/08/2022
Notícias

Saiba como descartar o lixo de forma correta

É muito fácil separar os diferentes tipos de resíduos e começar a reciclar

02/08/2022
Notícias

Comissão da Câmara debate reciclagem de carros velhos no Brasil

Apenas 1,5% do carros velhos são reciclados no país; na Europa, índice chega a 85%

01/08/2022
Notícias

Maior parte do plástico de delivery não é reciclada, revela estudo

Dados inéditos indicam aumento de 46% de plástico enviado nos pedidos

29/07/2022