Recicla Sampa - Projeto coleta e recicla 1,7 milhão de litros de óleo de cozinha em SP
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Projeto coleta e recicla 1,7 milhão de litros de óleo de cozinha em SP

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Óleo de cozinha mal descartado pode causar impactos ambientais e na rede de esgoto. Foto: taffpixture / Shutterstock.com

Um projeto socioambiental da Prefeitura de São Paulo, em parceria com o Instituo Triângulo, coletou e reciclou 1,7 milhão de litros de óleo durante o ano passado na capital.

De acordo com os dados divulgados pela Secretaria do Verde e do Meio Ambiente (SVMA), os resíduos se transformaram em 155 mil barras de sabão biodegradável e 1,5 milhão de litros de biodiesel.

O descarte do óleo pode ser feito em pontos de coleta instalados em 34 parques municipais e o material recolhido é redistribuído para a usina do Instituto, que faz a reciclagem dos resíduos.

O sabão produzido fica disponível gratuitamente para a população em situação de vulnerabilidade social nos pontos de entrega voluntários.

O processo de reciclagem também oferece aos jovens trabalhadores da cidade oportunidades de emprego com carteira assinada.

Apesar de ser reciclável, o óleo de cozinha ainda é descartado na pia e no vaso sanitário por grande parte da população.

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Óleos Vegetais (Abiove) e do IBGE, os brasileiros despejam cerca de 1 bilhão de litros de óleo incorretamente a cada ano.

Ainda de acordo com os dados divulgados recentemente pelo Estadão, em 2019  foram consumidos 4,7 bilhões de litros de óleo. Desse volume, 25% seria passível de ser recolhido, cerca de 1,17 bilhão.

RECICLE O ÓLEO DE COZINHA

Para quem não sabe, o óleo de cozinha é reciclável e pode ser transformado num sabão em barra de excelente qualidade, em insumos agrícolas para a produção de rações animais e em biodiesel, através de um processo chamado transesterificação.

Quando descartado incorretamente, tipo no vaso sanitário, o óleo pode contaminar rios, mares e represas.

Caso vá parar no solo, o óleo o impermeabiliza, o que pode causar enchentes e alagamentos quando chegam as chuvas, além da contaminação dos lençóis freáticos.

Por fim, quando se decompõe nos aterros sanitários, o óleo de cozinha libera gás metano, que é altamente poluente e aumenta a temperatura e interfere no clima do planeta, contribuindo para o aquecimento global.

Para se ter uma ideia do dano, é necessário apenas um litro de óleo para contaminar 25 mil litros de água, de acordo com dados da Sabesp.

COMO DESCARTAR CORRETAMENTE

Descartar corretamente o óleo de cozinha é fácil. Basta deixar ele esfriar, depositar numa garrafa plástica e levar a um dos pontos de coleta que você encontra no site do Recicla Sampa.

Esse ponto de coleta também pode estar presente no seu prédio ou condomínio ou você pode doar o óleo para iniciativas como a Sabão do Povo. O que não vale é jogar fora de qualquer jeito.

Texto produzido em 23/02/2022


Últimas

Notícias

Projeto de lei quer celulares com baterias removíveis e substituíveis

Regra evitaria que milhões de aparelhos sejam inutilizados e descartados precocemente

28/02/2024
Dicas de Reciclagem

Como a reciclagem do lixo ajuda o meio ambiente

Entenda por que separar corretamente o lixo reciclável contribui para um mundo sustentável

27/02/2024
Notícias

Assembleia da ONU para o Meio Ambiente começa no Quênia

Encontro busca definir prioridades e desenvolver legislação ambiental internacional

26/02/2024
Notícias

Indicadores da coleta de lixo melhoram no Brasil, indica Censo

Com 99% da população atendida, São Paulo e outras capitais lideram ranking brasileiro

23/02/2024