Recicla Sampa - Quanto têm de ouro e prata em celulares reciclados?
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Quanto têm de ouro e prata em celulares reciclados?

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Telefones móveis contém uma grande variedade de metais preciosos. Foto: / shutterstock.com

Telefones celulares contêm uma grande variedade de metais preciosos, como ouro e prata, e diferentes tipos de plástico e outras substâncias como chumbo, mercúrio, cádmio, arsênico.

Portanto, além de recuperar metais preciosos e raros, a reciclagem de celulares evita a contaminação do ar, do solo e dos lençóis freáticos pelo descarte incorreto nos aterros sanitários e minimiza os impactos ambientais dos processos de extração e de mineração dessas substâncias.

“Os metais são infinitamente recicláveis ​​sem perder suas propriedades”, explica Marjolein Scheers, porta-voz da Umicore, que deixou a mineração tradicional para ser uma das maiores empresas de reciclagem do mundo.    

Mas quanto de ouro e prata têm em uma tonelada de telefones celulares?

Primeiro, você nunca deve tentar abrir o seu celular e retirar dele os metais preciosos em casa!

É um processo complicado, com potencial de contaminação, que precisa ser feito por empresas especializadas, ok?

Quando uma dessas empresas extrai os metais valiosos de uma tonelada de smartphones, ela obtém 70 quilos de cobre, 15 quilos de lítio, 1 quilo de prata e 235 gramas de ouro.

De acordo com especialistas ouvidos pela BBC, isso é ouro suficiente para fazer entre 26 e 78 alianças de casamento, por exemplo.

Onde e como descartar lixo eletrônico?

No século XXI, com a ameaça cada vez maior de um tsunami incontrolável de lixo eletrônico nas próximas décadas, cada cidadão carrega uma responsabilidade histórica, diretamente vinculada à quantidade de resíduos que gera e como os descarta.

E é claro que os telefones celulares, principalmente em função da alta frequência com que trocamos de aparelho, são os grandes vilões dessa história.

As Nações Unidas e a Organização Internacional do Trabalho alertaram recentemente que as atuais 50 milhões de toneladas de eletrolixo geradas a cada ano mais que dobrarão até 2050, tornando-se o fluxo de resíduos que mais cresce no planeta.

No último levantamento da The Global E-waste Monitor 2020, o Brasil aparece na liderança do ranking da produção de E-Lixo na América Latina.

Por isso, a gente aqui no Recicla Sampa organizou uma lista para te explicar e te convencer a não jogar seu telefone velho em “qualquer lugar”, nem deixar ele parado na sua gaveta do quarto.      


Últimas

Dicas de Reciclagem

Brasil produz 2,4 milhões de toneladas de eletrolixo por ano

Entenda o que é saiba onde descartar lixo eletrônico na cidade de São Paulo

18/06/2024
Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024