Iniciativa da Ecourbis disponibiliza contêineres para coleta de vidro - Recicla Sampa
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Compartilhar - WhatsApp Compartilhar - Facebook Compartilhar - Twitter Compartilhar - Linkedin

Iniciativa da Ecourbis disponibiliza contêineres para coleta de vidro

13 de Dezembro de 2019,16h00

Foto1
Só na cidade de São Paulo, 20 toneladas de vidro são enviadas diariamente aos aterros sanitários. Foto: FreeImages

Considerado um material infinitamente reciclável, o vidro é uma boa saída para aqueles que desejam eliminar o plástico de suas vidas. Material impermeável e inerte, sua qualidade não se perde no processo da reciclagem, sendo uma alternativa mais sustentável. No entanto, a coleta desse material ainda encontra diversas barreiras no Brasil: além de pesado, o vidro requer um cuidado específico para o manejo e transporte, e a maior parte dele ainda é destinada como lixo comum. Apenas na cidade de São Paulo, 20 toneladas são enviadas diariamente aos aterros sanitários.

Foi pensando nesse cenário que a EcoUrbis, concessionária responsável pela coleta de resíduos domiciliares nas zonas Sul e Leste da capital paulista, em parceria com a Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb), disponibilizou contêineres voltados para coleta específica do material. Os Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) são um projeto piloto da concessionária que busca estimular a população a separar esse material. A ação contribui para a preservação do meio ambiente ao poupar recursos naturais e reduzir o volume de resíduos encaminhados ao aterro sanitário diariamente.

Desde 25 de novembro, moradores da zona Sul passaram a ter acesso aos PEVs disponíveis nas regiões de Capela do Socorro e Santo Amaro. Instalados em parques e praças da região, os equipamentos são destinados especificamente para o recebimento do material e possuem estrutura para receber os seguintes produtos: vidros em geral, garrafas de bebidas sem resíduos, potes de alimentos vazios, copos, taças e vidros quebrados.

Por possuírem um método diferente de separação e coleta, alguns materiais em vidro não devem ser descartados nos contêineres, como lâmpadas, espelhos, material de laboratório com resíduos químicos, resíduos contaminados e hospitalares. A EcoUrbis também orienta que demais tipos de materiais recicláveis, orgânicos e líquidos não sejam ali depositados para não inviabilizar a coleta.

Depois de coletado, o vidro segue para um contêiner especifico que fica localizado dentro da Central Mecanizada de Triagem Carolina Maria de Jesus, e é destinado de maneira correta para a reciclagem. O processo permite que o material retorne de maneira efetiva ao seu ciclo produtivo.

A estimativa da concessionária é contribuir para a redução da quantidade do material enviada diariamente aos aterros sanitários com o intuito de ampliar as taxas de reciclagem na capital. Segundo a EcoUrbis, a adesão da população é de extrema importância para que a iniciativa seja realizada em outros pontos da cidade e tenha prazo indeterminado.

Encontre um PEV

Os sete equipamentos disponibilizados pela EcoUrbis estão distribuídos nas seguintes vias:

Materiais que podem ser descartados

Materiais que não podem ser descartados

Encontre aqui os pontos de coleta para destinação correta desses materiais. 

 

Texto produzido em 12/12/2019

Ícone - Carta

Receba nosso conteúdo


Últimas

Notícias

Com alta reciclabilidade, cobre é um resíduo valioso

Furto de cabos de semáforos na cidade de SP subiu 47% no primeiro semestre de 2022

03/08/2022
Notícias

Saiba como descartar o lixo de forma correta

É muito fácil separar os diferentes tipos de resíduos e começar a reciclar

02/08/2022
Notícias

Comissão da Câmara debate reciclagem de carros velhos no Brasil

Apenas 1,5% do carros velhos são reciclados no país; na Europa, índice chega a 85%

01/08/2022
Notícias

Maior parte do plástico de delivery não é reciclada, revela estudo

Dados inéditos indicam aumento de 46% de plástico enviado nos pedidos

29/07/2022