Loga e EcoUrbis pintam caminhões pelo Novembro Azul

18/11/2021

Imagem - Caminhão de resíduos recicláveis da Loga. Foto: Divulgação.

Caminhão de resíduos recicláveis da Loga. Foto: Divulgação.

Com o objetivo de sensibilizar a população sobre o Novembro Azul, mês mundial de combate ao câncer de próstata, as concessionárias de coleta de São Paulo, Loga e EcoUrbis, promoveram intervenções em alguns de seus caminhões, que foram pintados com as cores da campanha.

A ação da Loga aconteceu no último domingo, 14, em plena avenida Paulista, onde os artistas paulistanos Izu Hiphoppaz e Rellyson grafitaram um caminhão de recicláveis da empresa, transformando o veículo em uma obra de arte itinerante.

Na ocasião, também foram distribuídos folhetos de conscientização sobre a importância do controle médico periódico, prevenção, diagnóstico e tratamento precoce da doença. O motorista e os dois coletores integrantes da equipe marcaram presença no evento vestidos de azul.

Já a ação da EcoUrbis, que incluiu pintura e iluminação especial, ficou sob responsabilidade do time interno da garagem na zona leste. “O caminhão vai circular pelas ruas e avenidas de São Paulo para reforçar a importância dos cuidados com a saúde masculina”, destacou a equipe de comunicação da EcoUrbis.

"Nosso caminhão grafitado será utilizado durante três meses na coleta de resíduos recicláveis, fazendo rodízio diário nas áreas atendidas pela Loga. O objetivo é levar o conceito da campanha para a maior quantidade de pessoas possível", explicou Solange Schnaak, Supervisora de Comunicação e Marketing da concessionária.

Vale lembrar que a Loga é responsável pela coleta de resíduos das zonas norte, oeste e da região central da capital. Já a EcoUrbis é responsável pelas regiões leste e sul da cidade.

Imagem - Caminhão de resíduos recicláveis da EcoUrbis. Foto: Divulgação.

Caminhão de resíduos recicláveis da EcoUrbis. Foto: Divulgação.

Novembro Azul

A mensagem do Novembro Azul é importante em termos de saúde pública, pois o câncer de próstata é o segundo mais recorrente entre os homens brasileiros, atrás apenas do de pele.

Considerando ambos os sexos, também é o segundo mais comum no País. É uma enfermidade característica da terceira idade, pois 75% dos casos, em todo o mundo, surgem a partir dos 65 anos.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a doença mata cerca de 15 mil homens por ano no Brasil, onde, em 2020, estima-se que ocorreram 65.840 novos casos. Portanto, a prevenção é o melhor caminho para minimizar o impacto da doença.

Consulte seu médico! Não deixe para depois!

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados