Recicla Sampa - Seis práticas sustentáveis para adotar na sua casa
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Seis práticas sustentáveis para adotar na sua casa

Veja outros artigos relacionados a seguir

Foto1
Exemplos de práticas sustentáveis para o seu lar. Foto: Recicla Sampa

No século XXI, desenvolvimento econômico e preservação ambiental devem andar de mãos dadas. A sustentabilidade do planeta é uma prioridade e é preciso encontrar alternativas para minimizar os impactos negativos das nossas atividades cotidianas na natureza.

Repensar nosso comportamento individual é o principal caminho para essa mudança cultural tão importante, que pode começar com simples atitudes dentro de casa, em nossos ambientes de trabalho e de lazer.

Por isso, a gente aqui no Recicla Sampa organizou seis dicas de práticas sustentáveis simples para você levar para o resto da vida e fazer a sua parte.

1- Seja responsável pelo lixo que você gera

Ser responsável pelo lixo que você gera ajuda a preservar a natureza, o ar que respiramos, evita a contaminação de rios e solos, além de gerar renda para milhares de famílias que sobrevivem da venda do que é desprezado pelas pessoas.

E como fazer isso se tornar um hábito? Informe-se! Entenda o que pode ou não ser reciclado e quais são os diferentes tipos de resíduos. Estude as maneiras certas de descartar cada um. Sempre separe o lixo em dois: comum e reciclável.

2- Troque a esponja tradicional por uma biodegradável ou vegetal

A esponja de lavar-louça pode parecer inofensiva, mas ela é constituída de plástico poliuretano, que é um material de difícil reciclagem. Portanto, uma alternativa sustentável são as esponjas biodegradáveis como as de coco da Ákora.

Uma outra opção é utilizar uma bucha vegetal, que é mais barata e tem um tempo de duração de dois meses, ou seja, maior que a tradicional. A outra vantagem é que por ser uma planta, é 100% biodegradável. Ela pode ser facilmente cultivada, mas também pode ser comprada de pequenos produtores ou em sites como os da Orgânica e Positiva.

3- Prefira escovas de dentes feitas de bambu

A troca da escova dental tradicional de plástico por uma produzida a partir do bambu é uma atitude simples, mas que já ajuda a reduzir a quantidade de plástico descartada no meio ambiente.

O bambu é uma planta que, diferente da madeira, cresce rapidamente, precisando de poucos cuidados no seu cultivo. Quando usado no cabo da escova de dente, pode ser transformado posteriormente em adubo por meio da compostagem. A Colgate, a Agora Sou Eco e a Insight possuem escovas sustentáveis a preços bem razoáveis.

4- Utilize canudos inox ou biodegradáveis

O uso de canudos pode ser dispensado na maioria das vezes, mas quando for necessário pode-se optar pela versão biodegradável em papel, bambu, palha ou até mesmo macarrão. Também existe a opção dos canudos reutilizáveis de aço inoxidável.  A Canudo comercializa canudos de bambu e inox. Agora Sou Eco e a Tramontina também oferecem versões de canudos em aço inoxidável.

5- Economize água

A água é um recurso que está cada vez mais escasso. Portanto, é fundamental utilizá-la com sabedoria. Fechar as torneiras quando não estiverem sendo usadas e reduzir o tempo do banho são algumas das medidas que podem ser adotadas.  A reutilização desse recurso natural também é essencial. A água da máquina de lavar roupas pode ser reaproveitada para dar descarga, lavar o quintal da sua casa ou o carro da família, por exemplo.

6- Recicle o óleo de cozinha

O despejo incorreto na pia ou no vaso sanitário do óleo de cozinha pode ser extremamente danoso ao meio ambiente.  O óleo pode contaminar rios, mares e represas, impermeabilizar o solo e liberar gás metano na atmosfera quando se decompõe. O metano é altamente poluente e aumenta a temperatura e o clima do planeta, contribuindo com o efeito estufa.

Para descartar corretamente, a primeira etapa é esperar o óleo utilizado esfriar e colocá-lo em uma garrafa PET. Depois, basta levar as garrafas PET com óleo em algum ponto de coleta seletiva realizada por empresas ou organizações não governamentais (ONGs) especializadas. Chegando às empresas de reciclagem, o óleo será transformado em sabão, detergente e até biodiesel.

Texto produzido em 31/07/2021


Últimas

Dicas de Reciclagem

Brasil produz 2,4 milhões de toneladas de eletrolixo por ano

Entenda o que é saiba onde descartar lixo eletrônico na cidade de São Paulo

18/06/2024
Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024