Com alta reciclabilidade, cobre é um resíduo valioso - Recicla Sampa
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Compartilhar - WhatsApp Compartilhar - Facebook Compartilhar - Twitter Compartilhar - Linkedin

Com alta reciclabilidade, cobre é um resíduo valioso

03 de Agosto de 2022,13h00

Foto1
Furto de cabos de semáforos na cidade de SP subiu 47% no primeiro semestre de 2022. Foto: p6foto / shutterstock.com

Com alta reciclabilidade e vendido por até R$ 35 o quilo, o cobre é um resíduo valioso que vem chamando a atenção dos ladrões de cabo na cidade de São Paulo.

Para se ter uma ideia, de acordo com dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o furto de cabos dos semáforos subiu 47% no primeiro semestre de 2022. São cerca de 20 ocorrências todos os dias.

Mas para entender os motivos dos roubos desses cabos, que causam apagões rotineiros em importantes cruzamentos da capital e prejuízos constantes para a Prefeitura e para a população, precisamos olhar para o que acontece no mundo.

Em um relatório divulgado recentemente pela equipe do White & Case, escritório de advocacia centenário e especializado em ESG, a demanda mundial pela reciclagem de metais cresceu com a pandemia e a guerra da Ucrânia.

De acordo com o documento, os preços cada vez mais altos das commodities acabaram impulsionando a busca pelo que ficou conhecido como “metal verde” ao tornarem os processos de reciclagem da sucata mais vantajosos economicamente.  

E segundo a delegada Ana Lúcia Miranda, da 3ª Delegacia de Investigações sobre Crimes Patrimoniais contra Órgãos e Serviços Públicos, as investigações apontam que o cobre furtado em São Paulo é primeiro vendido para ferros-velhos da cidade e depois é exportado.

Na última semana, a Polícia Civil capitaneou uma operação contra a venda de cobre furtado na região central. Os investigadores estiveram em dez estabelecimentos e nove foram interditados.

Para minimizar o volume das ocorrências, a CET busca ainda reforçar as portas dos controladores semafóricos, a proteção das tampas das caixas de passagem da fiação e as janelas de inspeção das colunas semafóricas.

“Os danos causam prejuízos e, principalmente, colocam em risco a segurança dos pedestres e condutores. A CET atua com a Secretaria de Segurança Pública, Polícias Civil e Militar e a GCM para a adoção de medidas que combatam esse tipo de crime tão nocivo à cidade”, diz em nota a Prefeitura de São Paulo.

Denúncias podem ser feitas pelo 190 ou 156

Ícone - Carta

Receba nosso conteúdo


Últimas

Notícias

Com alta reciclabilidade, cobre é um resíduo valioso

Furto de cabos de semáforos na cidade de SP subiu 47% no primeiro semestre de 2022

03/08/2022
Notícias

Saiba como descartar o lixo de forma correta

É muito fácil separar os diferentes tipos de resíduos e começar a reciclar

02/08/2022
Notícias

Comissão da Câmara debate reciclagem de carros velhos no Brasil

Apenas 1,5% do carros velhos são reciclados no país; na Europa, índice chega a 85%

01/08/2022
Notícias

Maior parte do plástico de delivery não é reciclada, revela estudo

Dados inéditos indicam aumento de 46% de plástico enviado nos pedidos

29/07/2022