Guia Michelin passa a apontar restaurantes sustentáveis pelo mundo

01/10/2020

Imagem - A iniciativa é apenas para restaurantes da França e ainda não está definido se essa nova avaliação será aberta para outros países. Foto: Fabrízio Magoni / Unsplash

A iniciativa é apenas para restaurantes da França e ainda não está definido se essa nova avaliação será aberta para outros países. Foto: Fabrízio Magoni / Unsplash

Uma nova ação de reconhecimento faz parte do Guia Michelin, mais tradicional e conhecida avaliação e publicação que dá nota e estrelas para restaurantes e chefes de cozinha pelo mundo. Trata-se de um trevo verde, que será dado a restaurantes que tiverem práticas sustentáveis.

“O trevo tem como intuito promover e reconhecer chefs que estão ajudando na preservação dos recursos ambientais, como redução do desperdício de alimentos e o uso de energia limpa”, comunicaram os editores.

O símbolo do trevo ganhou o nome de “Escolha Sustentável de Gastronomia” e foi dado para 50 restaurantes nesse ano. Um número bastante pequeno ante os 3.435 restaurantes franceses que passaram pela avaliação.

Nessa nova ação, ocorreram três menções especiais: aos jardins de permacultura (significa cultura permanente) do já premiado restaurante Mirazur, no sul da França, a ajuda do chef David Toutain a produtores e artesãos que trabalham de maneira sustentável e ao programa de reaproveitamento de resíduos orgânicos do restaurante parisiense Septime.

Em nota à imprensa, os editores explicaram que as iniciativas sustentáveis dos primeiros chefes de cozinha e restaurantes a receberem o reconhecimento serão detalhadas e destacadas nas várias plataformas de comunicação do Guia Michelin ao longo do ano, o que permitirá aos leitores conhecerem melhor os estabelecimentos que valorizam o verde. Além disso, poderão entender a personalidade dos chefs e a cozinha que eles vão experimentar ao escolherem suas experiências gastronômicas.

A iniciativa é apenas para restaurantes da França e ainda não está definido se essa nova avaliação será aberta para outros países.

Outros símbolos do guia conhecidos pelos amantes de boa gastronomia são uma coqueteleira, que significa que o local tem excelentes bebidas e um guarda-sol que aponta que o restaurante serve comida ao ar livre.

Entenda sobre o Guia Michelin

A iniciativa é um guia turístico publicado pela primeira vez em 1900 pelo industrial francês André Michelin. Ele foi fundador da Compagnie Générale des Établissements Michelin, fábrica de pneus conhecida em todo o mundo. O objetivo do empresário era o de promover o turismo para o mercado automobilístico e apontar quais restaurantes valia a pena o deslocamento de carro para conhecer e saborear.

Com o passar do tempo, o guia foi ganhando o mundo todo e suas tradicionais estrelas são concedidas aos melhores restaurantes. Todo ano, são divulgados os melhores locais gastronômicos da França, que continua sendo o foco principal, e de outros países ao redor do mundo. A publicação é sempre esperada com muita ansiedade e expectativa pelos chefes de cozinhas e amantes da boa gastronomia. Para se ter uma ideia, são mais de 14 mil restaurantes avaliados em diversos lugares do planeta.

O restaurante que recebe uma estrela significa “muito bom”, duas estrelas “cozinha excelente que merece a visita” e três equivale a “cozinha excepcional que justifica uma viagem”.

Fonte: Revista Menu

Texto produzido em 20/04/2020

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados