Recicla Sampa - Como descartar vidro e objetos cortantes
Recicla Sampa
sp156

Para esclarecer dúvidas sobre os serviços de coleta domiciliar de resíduos sólidos, limpeza urbana e varrição pública entre em contato com o 156 ou clique aqui.

Como descartar vidro e objetos cortantes

Veja outros artigos relacionados a seguir

Coletar os resíduos em uma capital como São Paulo não é uma tarefa fácil, já que diariamente a população gera aproximadamente 12 mil toneladas de lixo, o equivalente a 3,6 milhões de toneladas por ano. Geralmente, acordados desde às 5h da manhã ou até antes, milhares de profissionais garantem o recolhimento desses materiais pela cidade: os coletores de resíduos. 

Percorrer mais de 1.5221 km² de área da maior cidade do país não é para qualquer um, por isso atitudes simples dentro de casa, como separar corretamente os resíduos recicláveis do comum, além de alguns cuidados na hora da separação podem garantir mais segurança a esses trabalhadores.

Um dos maiores problemas dos coletores no dia a dia é ter que lidar com objetos cortantes e pontiagudos que foram descartados de qualquer maneira dentro do saco plástico preto. Dependendo de como esses materiais forem colocados no lixo, esses trabalhadores podem sofrer ferimentos graves. Por isso, todo cuidado e atenção na hora de descartar vidros quebrados e objetivos pontiagudos.

“Não pode colocar seringa, vidro, gilete. As pessoas teriam que cortar a garrafa e colocar dentro. Ou então, até mesmo escrever numa caixa que é vidro para evitar acidentes. Porque querendo ou não a gente depende desse serviço. É nossa vida. Tem pessoas esperando a gente em casa" , relata o coletor de resíduo reciclável, Clovis Alves Vieira Júnior.

Foto1
Um dos maiores problemas dos coletores no dia a dia é ter que lidar com objetos cortantes e pontiagudos. Foto: Recicla Sampa

Confira algumas dicas para descartar corretamente esses materiais:

Vidro quebrado

Quebrou um copo em casa? De preferência, enrole dentro do jornal, coloque dentro de uma caixa, feche com uma fita adesiva e escreva em cima “Cuidado Vidro Quebrado”. Desta forma, o coletor não se machuca. Ainda é possível colocar junto com o material reciclável.

Seringas

Pessoas que fazem uso de seringa em casa como diabéticos, por exemplo, podem colocar as seringas usadas dentro de uma garrafa pet fechada. Não se deve jogar no lixo comum e nem no reciclável, o correto é levar até um posto de saúde mais próximo para que o descarte seja feito de forma adequada.

Espetos

Os espetos de madeira, geralmente usados em churrascos, devem também ser embalados e identificados. Eles podem ser jogados no lixo comum, mas o ideal é deixar a parte para que o coletor visualize.

Texto produzido em 14/12/2020


Últimas

Dicas de Reciclagem

Brasil produz 2,4 milhões de toneladas de eletrolixo por ano

Entenda o que é saiba onde descartar lixo eletrônico na cidade de São Paulo

18/06/2024
Notícias

São Paulo lança programa para melhorar gestão de resíduos

Projeto busca modernizar infraestrutura de tratamento e destinação do lixo no estado

17/06/2024
Notícias

Brasil reciclou seis mil toneladas de latas de alumínio desde 1990

Circularidade do material gera emprego e renda para 800 mil catadores de lixo reciclável

14/06/2024
Notícias

Governo Federal anuncia investimentos em cooperativas de reciclagem no Brasil

Liberação de R$ 8 milhões vai beneficiar mais de 15 entidades e associações do setor

13/06/2024