Em razão da quarentena, cai geração de lixo em Fernando de Noronha

15/06/2020

Imagem - O lugar está fechado para turismo desde 21 de março. Foto: ESDomingos / Pixabay

O lugar está fechado para turismo desde 21 de março. Foto: ESDomingos / Pixabay

Diminuiu em 50% a produção de lixo na ilha de Fernando de Noronha, no nordeste pernambucano, de acordo com dados da empresa responsável pela limpeza urbana do local. Lá, foram implantadas ações restritivas para conter a pandemia causada pela Covid-19.

A quantidade de materiais coletados passou de dez toneladas por dia para cinco. Antes do isolamento social, a empresa de limpeza informou que realizava o serviço básico de recolhimento do lixo para aproximadamente 10 mil pessoas, entre moradores, trabalhadores e turistas.  De acordo com a Administração do Distrito, atualmente há apenas 3.800 pessoas na ilha.

“Agora, estamos recolhendo mais lixo reciclável. As pessoas estão mais em casa e passaram a ter um consumo maior, mas o número de pessoas é menor”, disse o gerente da Unidade de Tratamento de Lixo, Edgar Amaro Júnior ao G1

O lugar está fechado para turismo desde 21 de março. Muitos profissionais que se beneficiam do turismo, assim como moradores irregulares, deixaram a ilha, pois pousadas, bares e restaurantes estão fechados.

A limpeza da cidade é um dos serviços básicos essenciais. Com a diminuição das pessoas e de serviços, também reduziu a quantidade de profissionais. De 82 colaboradores passaram a ser 50, atualmente.

“Como estamos no período chuvoso, além da coleta domiciliar, nós reforçamos as ações de limpeza de canaletas e valas para evitar a proliferação de ratos, que causam a leptospirose, e do aedes aegypti, que é transmissor de várias doenças como a dengue”, falou Edgar Júnior.

Além disso, os funcionários também seguem as determinações de higiene para evitar a contaminação dos trabalhadores. “Estamos fazendo descontaminação diária e limpeza nos alojamentos e nas máquinas que operamos. Os equipamentos passam por descontaminação para minimizar o risco de disseminação do novo coronavírus”. O gerente também informou que as viagens dos profissionais ao continente estão suspensas enquanto ocorrer a pandemia.

Fonte: G1

Texto produzido em 22/05/2020

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados