História de presidente de cooperativa serve para inspirar catadores

01/04/2020

Imagem - Carioca ganhou destaque em matéria do portal UOL. Foto: Arquivo pessoal

Carioca ganhou destaque em matéria do portal UOL. Foto: Arquivo pessoal

É com o apelido de Carioca que Telines Basílio Nascimento Júnior é conhecido no mundo das cooperativas em São Paulo. Aos 54 anos, o cooperado que veio de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, para “fazer fortuna” na capital, comanda hoje um exército de mais de 200 funcionários na cooperativa onde é presidente, a Coopercaps.   

Com renda média de 2 mil reais, salário considerado acima da média entre os catadores, ele construiu uma história de sucesso durante esses 30 anos à frente da comunidade. “Eu acho que o que nos diferencia é vermos a cooperativa como um negócio”.

A Coopercaps recebe cerca de 250 toneladas mensais, todas provenientes da coleta, pontos de entrega montados em parceria com a rede Pão de Açúcar de Supermercados e atuação na Central Mecanizada de Triagem, localizada dentro da Ecourbis, uma das empresas que fazem a coleta de resíduos em São Paulo.

Os percalços foram muitos. A vida era dura, ainda mais há 30 anos quando os carroceiros eram vistos com mais preconceito. Mas as superações e, hoje, o sucesso no mercado de cooperativas inspiraram uma super reportagem no site Ecoa, portal ambiental mantido pelo Uol.

“Eu fiquei muito feliz com a entrevista. Gosto de contar minha história para inspirar as pessoas e mostrar que é possível superar o vício, a tristeza e ter um futuro. Quero que saibam que, no final do túnel, não é um trem que vem para atropelar sua vida, e sim uma luz para te salvar”, conta.

Carioca também já foi personagem por aqui. O Recicla contou sua história no ano passado. “Como a rede de catadores é grande e tem milhares de colaboradores, sempre recebo mensagens de alguém que leu. São essas demonstrações que me preenchem como ser humano. Isso não tem preço”.

Texto produzido em 31/03/2020

Tags: matérias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados