Gestão adequada de resíduos é vital para combater novo coronavírus

14/04/2020

Imagem - Saber descartar corretamente o lixo doméstico também será crucial para combater a pandemia. Foto: Freepik

Saber descartar corretamente o lixo doméstico também será crucial para combater a pandemia. Foto: Freepik

Usar máscaras, manter o distanciamento social e ficar em casa. A população mundial está se adequando a novas medidas de higiene e proteção no combate ao coronavírus. No entanto, a preocupação das autoridades vai além e também está em algo essencial, que produzimos diariamente: o lixo.

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) revelou que, diante da pandemia, muitos resíduos perigosos e hospitalares, como máscaras, luvas e outros equipamentos infectados estão sendo gerados no mundo todo e precisam urgentemente da destinação correta para ajudar a conter o avanço do COVID-19.  

A gestão incorreta desses materiais pode causar efeitos imprevisíveis na saúde humana e na natureza. De acordo com o órgão, que faz parte da Organização Mundial das Nações Unidas (ONU), os governos precisam administrar com atenção e cuidado os resíduos gerados pela rede de saúde e pela população. Dessa forma, é possível minimizar ainda mais os impactos causados por essa crise.  

Segundo o PNUMA, o gerenciamento correto de resíduos biomédicos e de saúde precisa de identificação, coleta, separação, armazenamento, transporte, tratamento e descarte apropriados, além de outras práticas fundamentais como desinfecção, proteção e capacitação de profissionais.  

Para orientar os profissionais da saúde e autoridades, o PNUMA possui um documento importante chamado “Diretrizes da Convenção da Basileia sobre o Gerenciamento Correto de Resíduos Biomédicos e de Serviços de Saúde” que contém informações úteis e práticas que ensinam a como fazer a gestão correta desses materiais. Outro local para encontrar mais informações sobre o assunto é o site do “Centro Regional para a Ásia e o Pacífico da Convenção da Basileia”. No portal, é listado uma série de ações com orientações.

O secretário-executivo da Convenção, Rolph Payet, declarou que para enfrentar essa grande crise, as pessoas responsáveis pelas tomadas de decisão em todos os níveis (internacional, nacional, municipal e distrital) precisam unir esforços para garantir a boa gestão de resíduos, inclusive os de fontes hospitalares e domésticas.

“Recebendo a devida atenção e prioridade, podemos garantir a minimização dos impactos na saúde humana e do meio ambiente provenientes dessa onda de resíduos potencialmente perigosos”, disse.

Já dentro de casa, a gestão do lixo doméstico também será crucial para combater a pandemia do COVID-19. A população que está usando máscaras, luvas e até mesmo medicamentos deve se atentar para não misturar esse tipo de resíduo com o lixo reciclável.

O PNUMA diz que ele deve ser tratado como resíduo perigoso e descartado separadamente. Neste momento, profissionais da Convenção de Basileia, principal acordo ambiental a nível mundial sobre resíduos perigosos, estão trabalhando em um documento para orientar a população sobre o descarte correto do lixo doméstico em tempos de pandemia.

Fonte: ONU

Texto produzido em 09/04/ 2020

Tags: notícias
Espalhe essa informação

Assuntos Relacionados